Sevilla: Uma semana após a outra

por Leandro Silva

A fase não poderia ser das piores para o Sevilla até o final da semana passada. Além da tragédia que se abateu sobre o clube andaluz após a morte de Puerta, a derrota, até normal, para o Milan, na final da Supercopa, trazia mais tristeza e preocupações diversas para o clube de Sevilha.

O time se comportou muito bem no primeiro tempo contra os atuais campeões europeus. Poderia ter tratado de matar logo o jogo e garantir mais uma Copa para o clube. O gol perdido pelo volante Renato após bela jogada de Kanouté acabaria com as pretensões do clube italiano. Mas, até pelo momento que atravessava o clube, foi compreensível a queda do rendimento no segundo tempo.

Nessa segunda-feira, o astral mudou. O time comandado por Luis Fabiano, que fez dois gols, não deu chances para o AEK, de Rivaldo, vencendo por 4 a 1, e consolidou o grande sonho dos últimos anos: chegar à fase de grupos da Liga dos Campeões.

Daniel Alves

O lateral brasileiro Daniel Alves teve a sua imagem arranhada por sua insistência em deixar o clube. Precisará provar em campo que continuará defendendo as cores do clube com a mesma dedicação de sempre. Se mantiver o nível, terá sido uma ótima notícia a sua permanência. Deve ser de fundamental importância para que o Sevilla consiga chegar longe na competição.

Sorteio

O sorteio das chaves da primeira fase da Liga dos Campeões parece ter sido feito sob encomenda para o Sevilla que ficou no Grupo H. Esse seria o grupo dos sonhos para qualquer equipe que estivesse no segundo pote. Conseguiu ficar no mesmo grupo que as equipes mais fracas dos outros três potes. Slavia e Steaua não metem medo. A classificação não deverá ser complicada. Resta lutar pelo primeiro lugar contra o Arsenal.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo