Sem dinheiro não dá

O Aston Villa foi  quarto colocado na maior parte do campeonato inglês do ano passado – e acabou perdendo a vaga na LC no final dele, e a quinta posição também. É um time tradicional, já foi campeão europeu, tem torcida grande e um dono com algum dinheiro. Desde a chegada de Martin O'Neill, nunca regrediu na tabela do campeonato.

Pois bem: na previsões para o Inglês desse ano ninguém apostou muito nos Villains. A equipe perdeu seu capitão, Barry, e o zagueiro Laursen, e não os substituiu. Tudo indica que não vai rolar nem o sexto lugar. Mas sair da Liga Europa pelas mãos do Rapid Viena é algo que nem o mais fanático torcedor do Birmingham poderia imaginar.

O Everton, o outro expoente do “bom resultado com baixo custo”, estreou na Premier League levando de seis, perdeu seu segundo jogo também, e tem zero pontos, lanterna do torneio. O que levanta uma questão: está definitivamente enterrada a possibilidade de ser competitivo com pouco dinheiro? Ou esses times, no médio prazo aidna se recuperam? Ou, ainda, o Arsenal de Wenger prova que dinheiro não é tudo?

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo