Sem brilho, Atlético vence Liverpool

Atlético de Madrid e Liverpool fizeram a primeira partida da semifinal da Europa League no fim de um belo dia de primavera em Madri. Com a temperatura na casa dos 20º C, o ambiente entre as torcidas não poderia ser melhor.

Antes de a bola rolar, torcedores das duas equipes lotavam os bares ao redor do estádio Vicente Calderón e tomavam cerveja juntos, comentando a ausência de Fernando Torres, que vai perder os dois jogos por causa de uma cirurgia.

Sem El Niño, Rafa Benítez escalou a equipe com N'Gog isolado no ataque. No Atlético, Forlán tampouco tinha companhia na frente, já que Agüero estava suspenso pelo acúmulo de cartões amarelos.

Com um Reyes inspirado na meia-direita, o time da casa começou dominando o jogo. Mas a jogada do primeiro gol saiu pela esquerda. Depois do cruzamento de Jurado, Forlán furou o cabeceio e, mesmo com dificuldade para dominar a bola sozinho, acabou conseguindo tocar com o pé esquerdo e bateu o goleiro Pepe Reina, que viu a bola entrar chorando à sua direita.

Depois do gol, o Liverpool começou a tomar o domínio do meio campo, com Gerrard no comando da maioria das jogadas. E a melhor oportunidade do Liverpool no primeiro tempo veio dos pés do meia, que aproveitou um erro na saída de bola do time espanhol e arrancou da intermediária, entrou na área pela esquerda e chutou na rede, mas pelo lado de fora. Metade do estádio gritou gol.

A falta de organização no meio campo e o fato de ambos os times estarem com apenas um atacante isolado na frente foi sentida, com escassas jogadas de perigo e excesso de passes errados.

O Atlético voltou melhor no segundo tempo. Forlán, aos cinco minutos, recebeu lançamento em posição duvidosa e, cara a cara com Reina, não conseguiu dominar a bola e perdeu uma incrível oportunidade.

Aos 11 minutos, foi a vez de Reina brilhar. Num cruzamento de Ujfalusi, Simão acertou um belo voleio e o goleiro espanhol do Liverpool mostrou grande reflexo para espalmar, a queima roupa, a bola para escanteio.

Aos 20 minutos do 2º tempo, Babel entrou no Liverpool no lugar de Ngog, que mal tocou na bola durante todo o tempo que esteve em campo. Com Kuyt mais adiantado, o Liverpool começou a ter mais posse de bola, mas as principais jogadas de perigo vinham nos contra ataques do Atlético.

Aproveitando os erros de passes no meio campo do time inglês e embalado pela torcida que não parou de cantar e apoiar a equipe, aos 30 minutos, o Atlético parou mais uma vez nas mãos de Reina, que fez outra grande defesa após um chute forte de fora da área de Ujfalusi.

Aos 33, Valera entrou no lugar de Simão, assumindo o ataque pelo lado direito, com Reyes caindo pela esquerda. Faltando 8 minutos para o final, El Zhar entrou no lugar de Benayon. Em seguida, o autor do único gol da partida, Forlán, saiu sob aplausos para entrada de Salvio. Nos acrécimos, aplausos de pé para o melhor jogador em campo, Reyes, que foi substituído pelo jovem volante Nacho Camacho.

Com a vitória por 1 a 0, o Atlético joga com a vantagem do empate na próxima quinta-feira, em Liverpool, quando contará com o retorno de Kun Agüero.

Colaborou Guilherme Coimbra

* Os repórteres Fernando Kallás e Guilherme Coimbra acompanharam a partida ao vivo, direto do estádio Vicente Calderón.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo