Seis por uma dúzia. Velha

A suposta contratação de Diego Forlán pelo São Paulo está com uma cara grande daqueles “furos” que têm se propagado pela imprensa esportiva brasileira: crava-se que algo bombástico acontecerá; se acontecer, faz-se a propaganda do “furo; se não, é só esquecer o que foi dito. Se faz algum sentido o Atleti aceitar receber Casemiro por Forlán, por que o jogador, que ainda tem mercado na Europa, viria jogar no Brasil se nem brasileiro é?

Imaginemos, porém, que seja verdade: seria bom negócio para o São Paulo? Forlán tem 31 anos (faz 32 em maio), é consagrado, mas, tirando a Copa 2010, nunca teve status de craque – tanto que está no Atlético de Madrid. É evidente que faria estrago gigantesco no Brasileirão, mas para isso o São Paulo já não contratou Luís Fabiano?

Do outro lado, Casemiro é mascarado, mas é bom, e ainda é jovem. Pode render um bom dinheiro ao São Paulo. E, o mais importante, joga em uma posição em que o São Paulo não tem alternativas. Os outros volantes do elenco são Carlinhos Paraíba, Rodrigo Souto e Cleber Santana.

É claro que do ponto de vista do marketing seria fantástico. E que a torcida adoraria. Mas no longo prazo valeria a pena? Se não for tudo um grande chute, descobriremos.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo