Rrrrrrrobiño!

– Paiê, vou começar a coluna por você. Até porque sei que você vai ficar pagando-pau pro Robinho, falando do drible dele contra o Equador, dos dois gols que fez contra 10 gregos do Olympiakos, dos passes pros gols, dos pênaltis que cavou…

– Acho que tá bom, né?

– Mas que adianta se ele faz isso uma vez por mês? Aliás, adiantado, mesmo, só se ele tiver impedido. Porque atrasado para chegar ao clube…

– Você parece mais velho que eu, filhão. Ele e quem mais quisesse tinha mais é de fazer festa depois da outra festa no Maracanã. Era folga dele e…

– Só que ele não precisava ser tão folgado, né. Aliás, ele é folgado trabalhando, folgado jogando, folgado. E a torcida do Madrid não é tão fanática assim por ele. Um pouco antes do primeiro gol, ele chegou tarde numa bola e os caras caíram matando.

– Torcida é assim. No Brasil e na Espanha. Ainda mais a do Real Madrid. Como a do Santos, ela está muito bem acostumada a espetáculos.

– Claro…Ô! Raúl Bravo. Michel Salgado. Ijuí. Marcelo Peabiru…

– É. Pelé. Di Stéfano. Pagão. Puskas. Zidane. Pita. Laudrup. Giovani…

– Tá legal. Mas não é só a torcida que muda como a maré. A imprensa de lá é igualzinha a de vocês. Mandou bem o Luiz Carlos, no seu blog. Vou até reproduzir por aqui:

UMA VERDADE INCONVENIENTE?
“Chilenos ressacados, equatorianos decadentes (fora o lance que ouriça guris em compilações do you.tube, Robinho não fez nada) e gregos em minoria não são os melhores exemplos de adversários dignos de respeito, definitivamente.
Mas com padrinhos como o Pelé e a Rede Globo fica fácil se manter em cima, mesmo mostrando pouco.
Será que a parcimônia com seu fraco desempenho nesses anos de Europa seria a mesma se caso ele fosse sergipano, por exemplo?
Enfim, cadê o Robinho contra o Uruguai e Argentina (apesar do titulo, e o fato do Chile ter lhe transformado em artilheiro, ele foi o pior do Brasil nos dois embates fundamentais da competição);
cadê o Robinho nos clássicos europeus;
contra o Barcelona;
no “11” contra “11”?
Ufa! Sem mais delongas, não peço que ele lance como Totti – ou mesmo – Ronaldinho, mas ao menos tenha um bom aproveitamento em passes curtos.
Ainda não aprendeu a chutar direito (e acho que não vai muito além de então), e ainda carece de uma boa seqüência em fundamentos mínimos desse santificado esporte.
Ah, mas parabéns ao menino da Vila por ter elevado sua média de gols na temporada.
vejamos, agora são dois ao todo”.

– É… Mesmo não concordando com tudo, o Luiz Carlos escreve bem. E pensa muito bem.

– É que vocês, da imprensa, adoram qualquer firula, qualquer arte. Aí pegam a foca e mais parecem os caras do Greenpeace…

– Mas é melhor enaltecer o Robinho que o Ambrosini, né?

– Não senhor! Tem de falar bem de quem está bem. O Ambrosini mal sabe calçar a chuteira, mas está jogando direitinho. Até na Itália do Donadoni, que não joga pelota alguma.

– Mas, ao menos, o Milan venceu. E muito bem. Como o Manchester que…

– … Você tanto ama e prometeu falar mais. Enquanto isso, o Arsenal goleia, dá show na Inglaterra, e você nem pra lembrar do trabalho de base do Arsène Wenger. Aliás, nem para lembrar que você mesmo sempre falava bem disso.

– Imaginava o “melhor sub-20” do mundo jogando bem, pra valer, em 2008. Não agora.

– Sei… E sem o seu querido Henry, que foi dar show na Catalunha… Tô vendo. Zero a zero com o Rangers. Jogaço! Daqueles de fazer crítico de jornal do Rio rever o teipe, de madrugada…

– Vamos respeitar os coleguinhas e o Barça. Aliás, o Rangers, também. Tá jogando direitinho. Pro time que tem, está bom demais.

– É. Mas quem deveria estar melhor está jogando pequeno. Faz firula e só ganha elogio da imprensa que baba por qualquer graça do Robinho. O torcedor sabe muito mais que vocês da imprensa!

– Não discuto, filhão. Só debato essa pegação no pé do Robinho. Ele pode e deve jogar muito mais. É e será mais que o Denílson. Até porque gosta do gol.

– E de outras coisas mais que todo mundo gosta, né?

– Não tem problema, filhão. É só fazer na hora certa. Falando nisso.

– Sim. O texto já deveria ter acabado lá em cima, quando te ajudei e botei as únicas idéias boas, as do Luiz Carlos. É por isso que você gosta do Robinho. Você atrasa tudo e sempre tem alguém pra fazer o pesado.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo