Sem categoria

Ramadã começa, e jogadores muçulmanos entram em polêmica

Nesta quarta, começa o Ramadã, mês sagrado na religião muçulmana, no qual os adeptos da religião têm de cumprir um jejum de um mês. E este mês é exatamente o de pré-temporada para o futebol europeu.

E o comportamento dos clubes em relação ao Ramadã é bastante controverso. O FSV Frankfurt, da Alemanha, chegou a advertir os atletas, alertando que os atletas estavam proibidos de seguir o mês sagrado sem pedirem permissão à diretoria. Porém, o clube somente reavaliou suas posições após o conselho central para o islamismo na Alemanha consultar o Al-Azhar, maior instituto teológico sobre a religião. A entidade disse que o jejum poderia ser interrompido, caso o jogador tenha em um contrato profissional sua única fonte de renda, e seu desempenho seja perturbado pela prática.

No futebol espanhol, onde atuam onze atletas muçulmanos, a situação muda entre os próprios jogadores. Eric Abidal e Seydou Keita, do Barcelona, já comunicaram ao técnico Josep Guardiola que não cumprirão o Ramadã neste mês. Já no Real Madrid, o malinês Mahamadou Diarra alega que, caso o jejum não atrapalhe seu desempenho, executará a prática. Finalmente, no Valencia, Mehmet Topal anunciou que cumprirá o mês sagrado.

Finalmente, na Inglaterra, o atacante Nicolas Anelka disse que cumprirá o Ramadã posteriormente.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo