Que se dane o Juventus

Poucas coisas em enchem tanto o saco quanto adolescentes que ficam tecendo loas ao “futebol romântico” e contra o “futebol moderno”. Saudosismo de gente com mais de 50 eu tolero, e até entendo. O problema é a molecadinha, que não tem a menor idéia do que possa ter significado o Juventus, pagando pau para o time. Que, a rigor, nunca significou absolutamente nada.

Ver jogo na Javari é demais, dizem. Os ingressos são de papel. O futebol é romântico. BESTEIRA DA GROSSA. Os caras que jogam lá só jogam lá porque são ruins. E porque ganham dinheiro pra isso. Qual é o romantismo do ingresso de papel, permitir a evasão de renda de maneira mais descarada?

Mas o que irrita mais é o seguinte: futebol é legal quando é bem jogado. E o futebol não é bem jogado no Juventus. “Ah, você adora o Nottingham Forest”, me diz aqui um maleta. Sim, eu gosto da história do time, ams pergunta se eu assistiria um jogo do Forest no Championship. Evidentemente que não, e certamente eles são muito melhores do que os do Juventus.

É aquele papo do “marginal”. Enfim, Joãozinho Trinta explica.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo