Previsões e decisões

Na Copa do Brasil, final decidida, e, incrivelmente, minha previsão ainda não foi derrubada. O Botafogo, como sabemos e revimos, é o Botafogo, e, mesmo tendo mais time e muito mais obrigação, perdeu. Cuca pode ser simpático, mas não é um técnico vencedor, pelo menos ainda não.

Por outro lado, o Sport, que parecia não se incomodar com camisas poderosas, tremeu diante do fraco Vasco – o Vasco de Eurico, uma pálida sombra do glorioso Vasco da Gama. Não foi o talento de Edmundo que levou a decisão para os pênaltis, mas a camisa cruzmaltina. Se assim é, não há porque não continuar achando que o favoritismo é corintiano.

A diferença, repito, está na camisa: quatro títulos brasileiros e duas copas do Brasil, contra dois títulos da segunda divisão – e que ninguém venha me encher o saco com papo de campeão brasileiro de 87, por favor. Pois bem: a camisa quem tem é o Corinthians. Mas quem tinha era o Palmeiras, e o Inter, que tinham também time. E o Vasco, que há muito tempo só tem camisa. O Sport passou pelos três. Passará de novo?

Na Libertadores, é sempre cedo para enterrar o Boca antes dele morrer, mas me parece que há uma certa “mística” injustificada em torno do time. Primeiro que a defesa xeneize é uma piada, tanto zagueiros como goleiro. Além disso, faço questão de estar presente quando Riquelme fizer essa partida que todo mundo sempre diz que ele fez – mas que ele nunca fez.

Tem mais uma coisa: o Boca é o Real Madrid da América. Não ganha mais porque é melhor, mas porque sempre joga. Na Argentina tem uma lei não escrita que estabelece que o Boca deve sempre disputar a Libertadores. É claro que um time bom que disputa uma competição muito mais que outro time bom tende a ganhá-la mais.

Se se mantiver o que começa a acontecer no Brasil, de alguns times estarem com freqüência na competição continental, é natural que esta “dominação” boquense diminua. Se não, a comparação sempre será injusta.

PS: Repórter do Sportv ao microfone: “Vamos falar com Thiago Silva, autor do gol rubro-negro”. Depois quando reclamam que a imprensa é flamenguista dizem que é perseguição…

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]trivela.com

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo