“Pra inglês sofrer”

– O que é pior? McLaren ou a Super Aguri?

– Que pergunta, filhão?! Super Aguri é nome de mangá de quinta categoria.

– Não, pai. Tô falando do treinador da Inglaterra. Cara, eles vão conseguir ficar de fora da Euro! Isso não existe. Com aquela defesa, aquele meio-campo, aquele ataque, eles tinham time para ganharem o torneio.

– Fato. Mas o futebol inglês, ou melhor, o jogo agora disputado na Inglaterra, é uma coisa bem diferente e muito melhor que o English Team.

– Você vai vir com aquele blábláblá de que os jogadores de fora tomam os lugares dos ingleses, que não sobra espaço pro talento nacional e zzzzzz….

– Também, claro. Mas a Itália mostrou, em 1982 e 2006, que isso nem sempre explica tudo. Até porque a geração inglesa é ótima, acostumada a vencer em nível de clubes, e os bons jogadores só aprendem com a legião estrangeira. Para mim, e aí você acerta, o problema é da escuderia do treinador.

– Quem é o escudeiro do McLaren? O Hamilton? Aliás, por que italiano não consegue falar “Rémilton”? Por que eles falam “Émilton”? Eles falam marcha a “é”?

– Viajou, filhão. Mas voltando a falar dos ingleses, não é só o treinador que realmente não é do nível da seleção. Como, pra mim, o Eriksson também não era.

– Você tá fazendo merchan negativo?

– Não, filhão. Quieto. É problema não só do atual treinador, não só do antecessor (que era sueco!), não apenas do próximo. É questão de gosto e de desgaste. Treinador inglês não pode ficar tão refém do 4-4-2.

– Mas o Eriksson não mudou o esquema na Copa-06?

– Sim. Mas pouco. Eles só jogam do mesmo jeito. Parece time de futebol de botão. Tem de vir o tal do técnico de plantão para bater no jogador com a palheta para ele se mexer. Não é possível que eles não vejam, por exemplo, como joga solto e fácil o Manchester. Como voltou a jogar bola o Arsenal.

– Sim. Com um técnico escocês, com um técnico francês…

– Por que não importar novamente um estrangeiro para o banco?

– Mas você acabou de falar mal do Eriksson…

– Não é a nacionalidade que emperra. É a falta de qualidade. Um ótimo nome foi falado pelo dono deste espaço, o BerTiozzinho: José Mourinho no English Team!

– Será?

– Ué? Tá na praça. Mas não sei se o Mourinho funciona numa seleção. Ainda mais sem ser a portuguesa. Falando nisso, façamos uma brincadeira: vamos escalar uma seleção de brasileiros atuando na Itália?

– Tá legal… Júlio César no gol. E ainda tem o Dida, o Doni…

– Maicon ou Cicinho na lateral; Juan e Cribari na zaga, e Serginho do outro lado. O Felipe da Udinese também poderia ser um zagueiro.

– O Maxwell também pode jogar por ali, na esquerda. No meio eu escalo o Emerson e quem mais?

– Põe o Fábio Simplício e o Taddei, para equilibrar. Até o Mancini poderia jogar, pro time ficar mais ofensivo.

– Que tal Kaká, Pato, Ronaldo e Adriano?

– Muito ofensivo. E ainda tem o Amauri.

– Verdade. Um belo time. Mas sem um grande armador… Mas pra que essa encheção de lingüiça?

– É um jogo que estou fazendo no meu blog. Tipo desafio ao galo. Vou montar seleções de brasileiros pelo mundo numa copa do mundo virtual. Esse time estréia contra os brasileiros da Ucrânia. O Brasucachenko de Kiev.

– Poderia se chamar Lavanderya Donetsk, também. Omo Limpol… Que tal?

– Quieto, filhão. Só falta arranjar um goleiro pra Ucrânia. Mas dá pra montar bom time: Ilsinho, Marcinho Guerreiro (já jogou de zagueiro no Palmeiras), Rodrigo (ex-São Paulo) e Michael (o que era do Palmeiras).

– Bota todo time do Shakhtar.

– É a base, mesmo. No meio, Correa e Davidson (que era do Taubaté); armando, uma linha com Jadson, Willian e Fernandinho; na frente, o ex-são-paulino Kléber, que está muito bem por lá.

– E o Rodolfo do Fluminense?

– Foi pra Rússia. Que será o time da próxima semana a enfrentar o vencedor deste confronto. Quem tem mais time? Brasuchi di Itália ou Brasucacnhenko da Ucrânia?

– Você e suas perguntas e enquetes tolas… Na semana que vem eu já voto que os Brasuchi vão ganhar do Brasuvostok da Rússia.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo