Porto: em busca do novo Mourinho

Um clichê verdadeiro sobre eles
“O Porto não é mais aquele dos tempos de Mourinho”. De fato, depois da ida do polêmico treinador para o Chelsea, o time ainda não voltou a impor respeito fora de Portugal. A equipe atual conta com bons recursos técnicos, mas faltam-lhe a aplicação tática e a tarimba que, em 2003/4, conduziram Vítor Baía, Paulo Ferreira, Ricardo Carvalho, Maniche e Deco, entre outros, ao ponto mais elevado da Europa.

Na pré-temporada
Setenta milhões de euros entraram e treze milhões saíram: nenhum outro clube europeu curtiu um verão tão lucrativo. Por outro lado, o elenco perdeu peças como Pepe (defensor-Real Madrid-ESP) e Anderson (atacante – Manchester United – ING). Para preencher essas lacunas, o clube adquiriu o sérvio Stepanov (defensor – Trabzonspor – TUR), eleito para o onze ideal do Europeu sub-21 de 2006, e o sub-20 brasileiro Leandro Lima (atacante – São Caetano – BRA). Entre os demais contratados, destacam-se os argentinos Mario Bolatti (meia – Belgrano – ARG), Ernesto Farias (atacante – River Plate – ARG) e Mariano González (meia – Palermo – ITA).

Levando-se em conta que as caras novas proporcionaram mais alternativas ao time (principalmente do meio para a frente) e que os ganhos financeiros foram fantásticos, é até possível considerar que o saldo do mercado portista foi bom, apesar do evidente peso das duas baixas mais importantes. Já sem Pepe e Anderson, o time venceu, durante a pré-temporada, os torneios amistosos de Roterdã e de Atalanta, nos quais enfrentou adversários medianos.

Quem é o rival mais encardido?
Fora de campo, as relações entre Porto e Benfica são, hoje, bastante conflituosas. Pinto da Costa, presidente portista, e Luís Filipe Vieira, seu homólogo benfiquista, vivem trocando acusações e impropérios via imprensa. As torcidas ensaiam brigas mesmo na pacata atmosfera dos estádios portugueses. Nos gramados, ambos faturaram o maior título do continente por duas vezes. Por serem mais recentes, as conquistas do Porto despertam uma ponta de inveja no Benfica, que assegurou vaga na fase de grupos deste ano ao superar o Kobenhavn na terceira fase preliminar.

O técnico faz diferença?
Não. Jesualdo Ferreira exerce o ofício há 37 anos e levantou pela primeira vez uma taça em maio passado, servindo-se de uma base montada pelo antecessor, o holandês Co Adriaanse. Uma das principais virtudes de Jesualdo é justamente a vocação para fazer o mais simples, não inventar muito. Costuma utilizar no Porto o mesmo molde de 4-3-3 que deu certo nos seus três anos dirigindo o Braga. Quando transportado para o universo da LC, porém, esse ponto aparentemente positivo vira carência, já que, nesse tipo de competição, a capacidade de lidar com variações táticas é exigida em seu mais intenso grau.

Nisso, eles são bons…
Na última edição do campeonato português, o time que mais fez gols resultantes de contra-ataques foi o Porto. Na LC, essa arma dos Dragões também cuspiu fogo nos adversários. Em Stamford Bridge, por exemplo, um ligeiro contragolpe, muito bem engendrado por Lucho González e eficientemente concluído por Ricardo Quaresma, surpreendeu o Chelsea. É bom lembrar que Anderson, lesionado, não atuou nessa partida – sinal de que o contra-ataque do Porto não morreu com sua saída.

… mas nisso, de vez em quando, fazem presepada
Emocionalmente, a equipe do Porto não é das mais estáveis. Em momentos de alta pressão, alguns jogadores ficam sujeitos a comprometedores apagões. Isso se deve, em grande parte, à inexperiência – dentre os 16 times classificados para as oitavas-de-final da última LC, o Porto era o mais jovem. Fisicamente, também se nota alguma fragilidade. Não por acaso, o clube contratou os (altos e fortes) meias Bolatti e Kazmierczak (Boavista – POR), os quais precisarão lutar pela titularidade.

O líder do time
Se um jogador sabe marcar e passa com correção, pode ser um bom camisa 5. Se distribui bem o jogo, dita o ritmo da equipe e efetua lançamentos com precisão, pode ser um ótimo 8. Se tabela com os atacantes, fornece lúcidas assistências e arremata eficazmente, pode vestir a 10. Difícil é encontrar um único jogador que reúna qualidades de 5, 8 e 10. Lucho González é um deles. Capitão do Porto na temporada passada, o argentino é pretendido por clubes da Itália, da Inglaterra e da Espanha.

Para se prestar atenção
Brasileiro, meia-atacante, idade inferior a 20 anos, talentoso e ousado. O Porto, que acertou ao comprar Anderson, busca repetir a dose com Leandro Lima. Embora a fórmula esteja longe de ser infalível (já deu errado com Diego, hoje no Werder Bremen), há uma circunstância que pode contribuir para o triunfo de Leandro: nenhum de seus concorrentes às posições dianteiras é tão leve, móvel e acrobático quanto ele. Caso precise de um jogador com essas características, Jesualdo pensará em Leandro como primeira opção.

O pesadelo da torcida
Não há, no plantel do Porto, aquele típico beque primitivo ou a figura do volante tosco. Há algum tempo, o que tem tirado o sono dos adeptos é a função de centroavante. Luís Fabiano desapontou, Hugo Almeida não convenceu, Rentería e Cláudio Pitbull foram fiascos absolutos. Postiga é irregular e sofre com longos jejuns; Adriano é apenas esforçado. Duas novas aquisições – o argentino Ernesto Faria e o jovem brasileiro Edgar – vão tentar mudar esse panorama. A torcida aguarda com certa desconfiança.

As estatísticas da competição
O Porto tomou parte em 22 edições da Liga (ou na antiga Copa) dos Campeões, vencendo duas delas.
64V 37 E 50D

No dia da abertura da competição, onde se diz que eles podem chegar?
As oitavas-de-final parecem ser um bom cais para o Porto atracar seu barco.

Para as casas de apostas
80/1 (William Hill, no fim de agosto)

Ficha
Futebol Clube do Porto
Ano de fundação: 1893
Melhor colocação na LC: campeão em 1986/7 e 2003/4
Posição no ranking da UEFA: 16º
Como chegou à vaga: campeão português (classificação automática).

GRUPO A
Liverpool – ING
Porto – POR

Olympique de Marselha – FRA
Besiktas – TUR

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo