Palmeiras é o meu favorito. E São Paulo, o mais rico para a assessoria

O Palmeiras é meu favorito para a Copa do Brasil. Felipão montou um time equilibrado, que leva poucos gols e que tem no argentino Hernán Barcos um centroavante de alto nível. Outra arma é a “letabilidade” (como diria Tite) da bola parada de Marcos Assunção.


Cabeça-de-chave de um grupo que tem Coruripe-AL, América-RN, Horizonte-CE, Ceará-CE, Gama-DF, Paraná-PR e Luverdense-MT, deve encontrar o Cruzeiro nas quartas-de-final. Considero o Cruzeiro um time com alguns bons lampejos, mas sem consistência e com um treinador – Vagner Mancini – de pouca pegada.


Um provável adversário do Palmeiras na semifinal seria o Grêmio de Luxemburgo e Kleber. É um bom time, com um caminho fácil – seu adversário para chegar à semi deve ser o Bahia – mas que pode sofrer com problemas de relacionamento de Luxa com algum jogador, o que tem sido praxe nos últimos trabalhos do treinador.


Nas outras quartas-de-final, aposto em São Paulo x Galo e Coritiba x Botafogo. O São Paulo tem um bom ataque, mas precisa ser mais forte na defesa e deixar de sofrer com contusões. O Coritiba sonha em refazer a campanha do ano passado – foi vice – e o Botafogo, de Osvaldo, ainda busca um estilo próprio.

Minha opinião não é igual à da assessoria Pluri, de Coritiba, que apontou, em um estudo os 25 jogadores mais valiosos da competição. Entre os cinco primeiros, há quatro do São Paulo. Entre os dez primeiros, há sete do tricolor paulista. A lista é a seguinte:

1) Lucas (São Paulo, 20 anos): R$ 45 milhões
2) Casemiro (São Paulo, 20 anos): 27 milhões
3) Montillo (Cruzeiro. 27 anos): 20,3 milhões
4) Jadson (São Paulo, 28 anos): 19,1 milhões
5) Luis Fabiano (São Paulo, 31 anos): 15,8 milhões
6) Mário Fernandes (Grêmio, 21 anos): 15,3 milhões
7) Elkeson (Botafogo, 22 anos): 12,4 milhões
8-Rhodolfo (São Paulo, 25 anos): 12,2 milhões
9) Wellington (São Paulo, 21 anos): 11,7 milhões
10) Denílson (São Paulo, 21 anos): 11,3 milhões
11) Victor (Grêmio, 29 anos): 11,3 milhões
12) Marcelo Moreno (Grêmio, 24 anos): 11 milhões
13) Danilinho (Atlético-MG, 24 anos): 10,4 milhões
14) Kleber (Grêmio, 28 anos): 9,9 milhões
15) Walter (Cruzeiro, 22 anos): 9,7 milhões
16) André (Atlético-MG, 21 anos): 9 milhões
17) Henrique (Palmeiras, 25 anos): 8,8 milhões
18) Fernando (Grêmio, 19 anos): 8,6 milhões
19) Guilherme (Atlético-MG, 23 anos): 8,1 milhões
20) Hernán Barcos (Palmeiras, 27 anos): 7,9 milhões
21) Jeferson (Botafogo, 29 anos): 7,7 milhões
22) Ezequiel Miralles (Grêmio, 28 anos): 7,7 milhões
23) André Lima (Grêmio, 26 anos): 7,7 milhões
24) Souza (Grêmio, 23 anos): 7,4 milhões
25) Réver (Atlético-MG, 27 anos): 7,2 milhões
Algumas dúvidas de minha parte:

1) O zagueiro Rhodolfo vale mais que o atacante Marcelo Moreno?

2) Denílson vale mais que André, do Grêmio?

Abaixo, a metodologia da Pluri, explicada em seu site

A PLURI acredita que o valor de um jogador deve ser definido através da combinação de critérios objetivos (idade, resultados de marketing, condição física, etc), subjetivos (qualidade técnica, disciplina tática, capacidade de decisão, etc) e expectativas com relação ao futuro desse atleta, que por sua vez são influenciadas pelas condições dos mercados vendedores e compradores. A ponderação dessas variáveis, utilizando modelos econométricos semelhantes aos utilizados para avaliação de ativos do mercado financeiro (ações, bonds, etc) permite que se chegue a uma estimativa do valor justo de um atleta.


A Pluri fez também um levantamento de mercado dos 64 times que disputam a Copa do Brasil. O São Paulo é o mais caro, (R$ 209,3 milhões), seguido de Grêmio (R$ 141,8 milhões) e Palmeiras (R$ 110,5 milhões).

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo