Os méritos de Rijkaard

A temporada sequer terminou e o Barcelona já anunciou Guardiola como o próximo treinador. Diante dos resultados e da motivação da equipe nos últimos meses, é natural criticar Frank Rikjaard, que tem parte de culpa. Há méritos do holandês, porém, que não podem ser esquecidos.

Antes da chegada de Rijkaard, o Barcelona vivia um período de grande baixa e não vencia a Liga desde 1999. Diversas tentativas de planejamento já haviam sido tomadas – todas sem sucesso. O holandês começou a reagir em 2003/04 e deixou pronto o esboço da equipe que encantaria a Europa já na temporada seguinte. Saíram Davids e Luis Garcia, mas chegaram nomes como Giuly, Eto'o e Deco. Ronaldinho, enfim, deixou de ser uma promessa para se tornar o maior do mundo por dois anos seguidos.

A forma de rápidas trocas de passes e deslocamentos, o esquema tático ofensivo e com marcação adiantada – méritos que são de Rijkaard. Os resultados, como o título da Liga dos Campeões e o bicampeonato espanhol, deram legitimidade para um Barcelona que voltava a ser temido na Europa.

A saída de Rijkaard, sim, era inevitável. Manter um ambiente saudável por tanto tempo é bastante complicado e o treinador holandês já não era capaz de motivar seus comandados. Não dá, porém, para esquecer o que foi feito de bom. E não foi pouco.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo