Os Gadaffis

Nunca pensei que fosse defender Alex Ferguson no que se refere ao que ele fala antes e depois dos jogos. Os “mind games” do escocês são conhecidos e irritantes, embora, é verdade, em geral façam algum efeito. Acontece que punir o cara com cinco jogos de suspensão por ter reclamado do juiz em um jogo em que foi roubado não é só sacanagem, é um baita de um absurdo.

Para começar, a suspensão neste momento pode decidir o título a favor do Arsenal. Além disso, como punir o cara quando o que ele disse era a mais pura expressão da verdade? Até aí, tudo bem, faz parte, é do jogo. O problema é a maneira como as entidades do futebol usam seu poder sem que haja muito critério para isso. E sem que ninguém possa contestá-las.

E olha que a FA tende a ser pelo menos um pouco mais séria que suas congêneres brasileiras. Sua punição a Ferguson, porém, jamais seria a mesma se fosse para Wenger ou Ancelotti. O escocês peita a federação – e a liga – sempre que tem oportunidade para isso, e a FA resolveu agora mostrar quem manda. No melhor estilo Gadaffi.

A FA pode até ganhar autoridade, mas o futebol inglês perde. Perde em imparcialidade e em justiça. Não creio que os “lords”, entretanto, estejam preocupados com isso.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo