O único grande

Cristiano Ronaldo no Real Madrid. Será que alguém, além dos delirantes jornais espanhóis, acredita nisso? 'Marca' e 'AS' ficam contentes em usar o português em suas manchetes para alavancar as vendas. Anunciam acordos verbais e supostas juras de amor, citam “fontes internas” – até aí, nada surpreendente, pelo histórico destas publicações.

O problema é o Real Madrid gostar desse jogo. Os dirigentes adoram usar o discurso de “maior clube do mundo” para falar que todo e qualquer jogador profissional tem o sonho de vestir a camisa branca. Que é incompreensível que se prefira qualquer outro time ao merengue. Esse filme já é conhecido. Pergunte a Kaká, por exemplo.

Afinal, por que Cristiano Ronaldo ficaria no campeão europeu e hoje, de fato, o maior clube do mundo, se pode experimentar a “mística” de ser um “blanco”?

É óbvio que o português vai dizer que não pode prever o futuro e não pode prometer nada. Para um jogador do seu calibre, renegociações contratuais acontecem ano a ano, às vezes até em questão de meses. Mas o United não terá problemas em renová-lo sempre que necessário.

O Real Madrid é um grandíssimo clube. Mas não é o único. Algo que ainda não descobriram por lá.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo