O sonho é livre

Todo mundo que jogou Football Manager (ou Championship Manager) sabe: o dia 1º de julho é sempre um dia especial. É quando o mercado de transferências é oficialmente aberto na Europa. A partir de hoje, os clubes podem apresentar seus reforços. Muitos sonham com transferências incríveis. E como sonhar é livre, é só deixar rolar. Ou não?

O Galatasaray parece que está com uma fome enorme de contratações. O seu presidente resolveu abrir a carteira (na verdade, só abriu a boca até agora) e tenta a contratação de várias estrelas. Bom, estrelas padrão turco, você sabe, né? Então, um dos grandes nomes sonhados pela diretoria do clube de Istambul é nada mais, nada menos do que o craque José Reyes, do Atlético de Madrid. É, aquele mesmo, que flopou no Real Madrid e no Arsenal. E estariam dispostos a pagar até € 12 milhões por ele. O Atlético até que deu um sorrisinho maroto quando recebeu a proposta, mas o jogador negou. Não quer ir para a Turquia. Quer ficar em Madri. Os dois clubes lamentam.

Como o Galatasaray sonha alto (e tem pesadelos com o rebaixamento, depois de uma para lá de ruim temporada em que terminou em sétimo), o outro alvo do clube é Diego Forlán, do mesmo Atlético de Madrid. O problema é que o jogador também não parece muito disposto a ir para o país com um pé na Europa e outro na Ásia.

Como o Galatasaray é turco e não desiste nunca, passaram a almejar outro jogador para o setor ofensivo. O nome dele é Didier Drogba, do Chelsea, que perderia espaço com o novo treinador, André Villas-Boas (ao menos, no sonho dos turcos). O presidente do clube chegou a dizer, segundo os jornais do país, que as negociações com o marfinense iam muito bem, obrigado. Faltaria só acerta com o Chelsea. Ou seja: tá fácil.

Como não são bobos, ainda preparam um outro plano de contratação bombástica. E essa vem do Brasil-il-il! O Galatasaray mandou três representantes para São Paulo para negociar a vinda do atacante Luis Fabiano. Isso mesmo, aquele que voltou ao São Paulo e sequer jogou. As informações é que o salário que os turcos têm a oferecer chegam a € 4 milhões por ano e mais um adicional de € 10 mil a cada jogo que o atacante fizer. Dizem que os dirigentes turcos estão em São Paulo para tentar convencer o clube e o jogador da transferência. O valor do negócio ainda é um mistério.

Mas tem gente grande querendo o atacante Drogba também. Segundo relatos, o Milan estaria de olho no jogador. Aí você imagine Drogba e Ibrahimovic em um ataque e pensa: “UAU”. Só que você lembra que tem o ambiente do vestiário e o tamanho do ego de cada um e vê que pode dar problema. Muito problema.

A Juventus também está bem ativa no mercado e pode trazer um reforço para o meio-campo. É um jogador que esteve na Copa do Mundo, inclusive fez gol, mas a sua seleção foi eliminada na primeira fase. É de um país que se escreve com outro alfabeto e joga em um país que precisa de transliteração para ser compreendido pelo centro europeu e mundo ocidental em geral. Não adivinhou? Bom, ele tem olhos puxados e cabelos loiros. Sim, é Keisuke Honda, meia do CSKA Moscou. Dizem que a Juve pensa em pastar € 15 milhões para tirar o canhoto da Rússia.

O meia argentino Javier Pastore, do Palermo, é especulado em muitos clubes há muito tempo. Desta vez, pode surgir um negócio com o Napoli, segundo se fala na Itália. O jogador iria para o Partenopei para disputar a Liga dos Campeões. A relação entre os presidentes dos dois clubes é boa – basta lembrar a negociação de Edinson Cavani, que foi da Sicília para Nápoles.

Por sinal, Pastore não é o único que pode deixar o clube. O lateral direito Mattia Cassani é outro que pode sair, este para a Lazio. O próprio jogador tenta cavar uma vaguinha no clube da capital, dizendo que há negociações que podem ser concluídas a qualquer momento.

Aliás, a Lazio quer levar mais um brasileiro para o clube. Trata-se de Ederson, do Lyon, que passou metade da temporada machucado. O jogador seria uma opção para atuar no meio-campo ofensivo ou no ataque.

Ainda na Itália, a Inter está de olho no atacante Rodrigo Palacio, do Genoa. Só que o Grifone endurece o jogo e só aceita a transferência caso Goran Pandev entre no negócio. Isso, claro, além de uma quantia em dinheiro.

E o Borussia Dortmund, que pensa em contratar Nicklas Bendtner para o ataque? Pois é, dizem que será o maior reforço do Arsenal na temporada. A torcida dos Gunners está confiante. A do Dortmund já lamenta.

E o Arsenal pode começar a gastar. Sim, Arsène Wenger pode finalmente abrir o caixa para gastar. Tá certo que uma coisa continua igual: vai atrás de um jovem, Romelu Lukaku, de 18 anos (ele completa 18 todos os anos já há umas cinco temporadas).

Para fechar o pacotão gunner, Wenger foi buscar um jogador do campeão inglês, Manchester United. É, a ambição no Emirates está alta! O nome é bombástico, então sente aí na cadeira, meu caro leitor: John O’Shea! Pois é.

O Aston Villa quer contratar o goleiro Shay Given, que virou reserva do Manchester City durante a temporada. Seria uma alternativa para o irlandês, que quer jogar. Enquanto isso, o Arsenal continua sem goleiro. A vida como ela é, não é mesmo?

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo