O que dizer?

Nenhum jogo teve tantas variações de superioridade em campo, neste 2009. Nenhum jogo da Liga dos Campeões desta temporada tivera tantas emoções nos minutos finais. A memória de Chelsea x Liverpool demorará a passar. Se é que passará.

No primeiro tempo, foi a leve superioridade dos Reds, transformada em domínio efetivo após o gol de Fábio Aurélio, numa falta em que Petr Cech cometeu falha pouco digna de um dos melhores goleiros do mundo, como ele. Os donos da casa nem bem haviam assimilado o tento que abrira o placar, e um pênalti permitiu que Xabi Alonso aproximasse a equipe vermelha de mais uma virada, que, por si só, já seria histórica.

Seria. Só que o Chelsea terminou o primeiro tempo com mais ações perigosas no ataque, com a boa entrada de Anelka. E, tão logo Luis Medina Cantalejo apitou o começo da segunda etapa, os Blues comprovaram a melhora. Primeiramente, num lance de sorte, com um cruzamento despretensioso de Anelka, que recebeu desvio fundamental de Drogba (a Uefa, aliás, atribuiu o gol ao marfinense) – sem esquecer a falha de Pepe Reina, claro. E depois, com a falta poderosa cobrada por Alex. E ainda depois, com o 3 a 2 de Lampard.

E aí, o Liverpool parecia abatido em definitivo. A saída de Fernando Torres parecia retratar a queda dos Reds. Mas como falar em queda definitiva, quando o time em questão fez o que fez em Istambul, naquele 2005? E os gols de Lucas e Kuyt provaram isso. Ainda dava, sim. Se o quinto gol, o gol da classificação, fosse feito, consagraria ainda mais o que se via em Stamford Bridge, que já era histórico.

E a consagração veio. Mas pelos pés de Frank Lampard, que assegurou a vaga dos Blues nas semifinais. Lampard, o mesmo que superara um drama pessoal para ser fundamental na classificação à Final da LC passada, voltou a mostrar sua importância agora.

Pessoalmente, esse jogo já está marcado na história deste que escreve estas mal traçadas aqui na Trivela. E, acredito, na história de todos que acompanharam esta partida. E agora, quem serão os outros dois semifinalistas? Porto? Manchester? Arsenal? Villarreal? Não importa. Amanhã tem mais. Sorte nossa.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo