O mundo sob os pés de Neymar

Todos falavam apenas de Neymar. Afinal, nos dias anteriores ao clássico, a jovem promessa do futebol brasileiro se tornou o protagonista da partida. Por sua causa, Dorival Junior foi demitido do Santos. Tudo porque o treinador pretendia deixar o garoto fora desse jogo também.

A história da confusão já foi bem contada. Mas naquela quarta-feira à noite, 22 de setembro, as atenções de todos estavam voltadas apenas para Neymar.

A Vila Belmiro estava cheia, apesar de a renda não comprovar isso. A partida passaria no horário nobre do futebol brasileiro no meio da semana (sim, é um absurdo se referir a um jogo às 22h dessa maneira). E a tensão natural de um clássico contra o Corinthians, já centenário, estava ampliada.

Nas arquibancadas e fora do estádio, poucos protestos contra o jogador. Havia no ar a sensação de “vamos ver o que vai fazer”. Afinal, todos os torcedores querem, mesmo, é ver o Santos vencer. E qualquer reclamação que poderia surgir não teve tempo nem para respira…

Com um minuto, após uma falha da defesa corinthiana, Durval acertou um belo chute e abriu o placar. Não demorou muito e Iarley empatou.

Nesses primeiros minutos, Neymar deu alguns dribles. Não era o mesmo garoto atrevido dos outros jogos, estava visivelmente abatido. E mesmo assim ainda estava muito acima da média. E em um rebote de Júlio César, colocou o Santos na frente de novo.

Só que o dia não estava para peixe. Do outro lado estava um adversário bem preparado, com um técnico experiente, ao contrário do novato Marcelo Martelotte, no banco pela primeira vez, e jogadores centrados. O empate saiu no final do primeiro tempo, e a virada aos 24 da segunda etapa.

No final das contas, ficou a nítida sensação de que o Corinthians estava no caminho certo. Já o Santos… bem, o time da Baixada ainda precisa se reencontrar. Neymar, por sua vez, colocar a cabeça no lugar, definitivamente.

Ficha técnica

Santos 2×3 Corinthians

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 22/set/2010, quarta-feira
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (RS)
Público: 10.898 pagantes
Renda: R$ 386.150,00
Gols: Durval a 1'/1T e Neymar aos 26'/1T (Santos); Iarley aos 7'/1T, Elias aos 42'/1T e Paulo André aos 24'/2T (Corinthians)
Cartões amarelos: Rafael Caldeira e Pará (Santos); Boquita, Paulo André e Elias(Corinthians)

Santos
Rafael, Pará, Bruno Aguiar (Rafael Caldeira), Durval e Léo; Arouca, Danilo, Alex Sandro (Alan Patrick) e Marquinhos (Madson); Neymar e Marcel. Técnico: Marcelo Martelotte

Corinthians
Julio César, Alessandro, Paulo André, William e Roberto Carlos (Leandro Castán); Boquita (Moacir), Jucilei, Elias e Bruno César (Danilo); Jorge Henrique e Iarley. Técnico: Adilson Batista.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo