Newcastle – Preview 07/08

por Moacir Chamusca

“New Players… New Boss… New Era…” – assim anuncia o site do Newcastle sobre as novas mudanças no clube. Mas até onde essas mudanças farão efeito dentro de campo? Quais as expectativas criadas pelos torcedores com todo esse burburinho que envolveu o clube nesse começo de temporada, tendo até troca de presidente? Até onde o técnico novo poderá levar o clube na Premier League? São perguntas que este simples torcedor tentará esclarecer ao longo do texto.

Após a aposentadoria de Sir Bobby Robson, extremamente lamentada pelos toons (como são conhecidos os torcedores do time), o Newcastle não teve mais nenhum treinador com grande respaldo no seu comando, passando uma temporada e meia sobre a batuta do mediano Graeme Souness (chegou credenciado pelo bom trabalho no Benfica e no Blackburn) e outra temporada e meia comandado pelo medonho Glenn Roeder (nem a mãe dele o acha bom treinador). Assim, a grande expectativa para essa temporada vem de um local meio inesperado, o banco de reservas. A chegada de Sam Allardyce mexeu com as estruturas do clube, alterando significativamente os rumos que estavam sendo tomados, gerando grande expectativa nos fanáticos Magpies. Renomado pelo seu excelente desempenho no Bolton Wanderers, o técnico veio para moldar um elenco consideravelmente bom, mas que não conseguia render o esperado. É a prova de fogo para o treinador e para os jogadores.

Por que mesmo com bons jogadores o time ficou no fatídico 13° lugar na última Premier League? A resposta é simples, instabilidade do elenco. A escassez de material humano para a zaga, as laterais e o ataque, fez com que houvesse inúmeras improvisações, além de um maior desgaste físico, já que o clube também disputava a Copa da UEFA. Para se ter uma idéia, nada menos que 6 jogadores foram testados na lateral-esquerda, e no ataque, Martins formava dupla com o meio-campista Sibierski (foi até bem o carequinha). Conhecido os problemas do elenco, começou um trabalho de renovação e tapamento dos buracos. Para a defesa e laterais, setores mais críticos, Big Sam trouxe Cláudio Caçapa, David Rozehnal, José Enrique e Geremi, fortalecendo assim o grupo, tendo bons nomes também na reserva. Para repor a saída do até então capitão Parker, chegou o polêmico craque Barton, que para mim, será peça-chave pro sucesso do clube nesse ano. Por ele passarão as bolas no meio-campo, sendo responsável por ditar o ritmo do jogo da equipe. Para o ataque veio uma antiga dupla do Leeds, Alan Smith e Viduka, reservas imediatos de Martins e Owen, respectivamente, fechando assim um grupo forte, com no mínimo dois bons nomes para cada posição.

A saída de Henry do Arsenal gerou uma dúvida sobre a 4° vaga inglesa na Liga do Campeões, podendo esta ser o cume do Newcastle na temporada. Todos sabemos que o objetivo principal é o retorno a Copa da UEFA, mas não é demais sonhar com essa vaga e os milhões de euros que ela traz aos cofres do clube. Reconhecido por tirar leite de pedra no Bolton, Allardyce agora tem uma boa equipe nas mãos. Contando com o retorno de Owen, outro motivo de esperança dos torcedores, Big Sam tem nomes de sobras para montar várias variações de esquemas, podendo alterar o time durante a temporada. Com o trunfo de ter um bom banco, a equipe não deve sofrer com a falta de seus titulares ao longo da temporada, além disso, esta se dedicando exclusivamente aos campeonatos nacionais, o que evita um desgaste físico excessivo dos jogadores.

O provável time titular do Newcastle será: Given; Carr, Rozehnal, Taylor, José Enrique; Milner, Barton, Emre, Duff; Owen e Martins. Um ótimo time, que terá em Owen, Barton, Milner e Martins os seus alicerces.

Milner foi o destaque do clube na temporada passada, e se mantiver o desempenho esse ano, dificilmente ficará de fora das convocações do English Team (espero, mesmo com a cegueira do McClaren). Barton é indiscutivelmente um jogador de imenso potencial atrapalhado pelo cérebro, se deixar as maluquices extra-campo de lado, ajudará demais a equipe. Caso Duff repita os bons tempos de Chelsea e Blackburn, será outro importante jogador na campanha do clube. Não da pra deixar de citar também Oba Oba Martins, que surpreendeu a todos com uma ótima temporada, marcando mais gols do que perdendo, e principalmente, pensando antes de correr. Taylor (zagueiro de grande futuro), Given, Emre, Carr, N’Zogbia, Smith, são outros nomes de destaque também.

Se depender da pré-temporada, os torcedores podem se animar. Boas vitórias contra Juventus, Celtic e Sampdoria, e a grande estréia na Premier League com uma convincente vitória sobre o Bolton no Reebok Stadium, geraram um sentimento de que esse ano, AGORA VAI!!

GO NEWCASTLE!!

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo