Nem tudo que reluz é ouro

A seleção olímpica masculina do Brasil está nas quartas-de-final dos Jogos de Pequim. O adversário de sábado será Camarões, algoz do time de Wanderley Luxemburgo nas Olimpíadas de Sidney (2000). Hoje (13 de agosto) os comandados de Dunga bateram com facilidade os donos da casa: 3 a 0 na China, com direito a dois gols do tricolor Thiago Neves. Este, aliás, praticamente assinou seu contrato de “tchauzinho” Flu ao jogar bem e anotar dois tentos com personalidade. Afinal, não é qualquer um que bate falta – e mete o gol – no mesmo time que Ronaldinho Gaúcho joga.

Mas agora o buraco é mais embaixo. As informações sobre os times africanos semi-profissionais nunca são completas. Camarões faz parte do pacote de surpresas africanas que aparecem e dão uma sumida para o futebol mundial. Surpresas essas que sempre impressionam pela qualidade também. Senegal, Nigéria e Camarões já deram o que falar em competições internacionais, embora um único título tenha sido conquistado pelos nigerianos, lá em Sidney, quando depois de mandar o Brasil para a casa eles venceram os hermanitos argentinos.

Por falar neles, a Argentina, que também venceu seus três jogos, seriam nossos adversários numa semi-final. Aí sim seria um duelo de gigantes que colocaria fogo nessas olimpíadas. Time por time vejo a Argentina com mais qualidade, principalmente pela dupla Messi e Riquelme. Apesar do positivo retorno do Gaúcho e das boas surpresas brasileiras, casos de T. Neves, Marcelo e Ernanes, vejo o time argentino como o mais consistente.

O Brasil ainda depende muito do brilho do dentucinho Gaúcho e da afirmação de um badalado atacante, que ainda não brilhou como esperamos. Me refiro ao Alexandre Pato, futura dupla de ataque de Robinho na Copa de 2010. Uma última observação: os volantes e laterais de Dunga não precisaram nem jogar muito para provarem e comprovarem que ainda há espaço para categoria nessas funções dentro da seleção. Com ouro ou sem ouro, o time olímpico já serviu para alguma coisa.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo