Matemática

Fazia tempo que eu não ouvia, então achei que as pessoas tinham aprendido depois de ver o São Paulo ganhar o Brasileirão três vezes usando o esquema. Ontem, porém, na transmissão da partida em Monterey voltou a ladainha: “O São Paulo colocou mais um zagueiro em campo, está se fechando mais”.

A essa altura dos acontecimentos, com o futebol perto de fazer 150 anos, achei que não precisava explicar mais que o fato de um zagueiro substituir um meia pode não significar o time se fechando. Que 352, 442, 433 ou qualquer outra sigla, por si só não significam nada. O que mais me espanta, entretanto, é que as pessoas insistam no fato de que um esquema com três zagueiros é, por definição, mais defensivo do que um com quatro.

É uma questão matemática, certo. Três zagueiros significa um zagueiro a menos do que quatro zagueiros. Se saiu um meia e entrou um zagueiro é porque dois jogadores que estavam atuando como zagueiros passaram a atuar como meias. É assim difícil de entender?

 Pois assim foi durante a maior parte do tempo em que Muricy passou no São Paulo. Jorge Wagner pela esquerda e Souza – ou seus sucessores – pela direita em algum momento podiam ser confundidos com zagueiros? Claro que não, o que ilustra bem o conceito. Então, como já fiz no Twitter, vou repetir alto, para ver se os caras aprendem: 352 NÃO É RETRANCA, É UM ESQUEMA COM UM ZAGUEIRO A MENOS! Deu pra entender ou vou precisar desenhar?

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo