“Mão de Deus” confessada

A postura do St. Pauli é notória. O charme do clube de Hamburgo é cativado pelos próprios torcedores, que lotam as arquibancadas do estádio Millerntor com bandeiras “piratas” e proclamam uma visão política alternativa. E o clima dos gramados linhas parece ter afetado também o vestiário do clube, com a atitude pouco usual do atacante Marius Ebbers na última terça-feira.

St. Pauli e Union Berlin empatavam por 1 a 1 no Millerntor quando Ebbers tomou o centro das atenções, durante o segundo tempo da partida. O centroavante marcou um gol de mão e, sem que o árbitro ou o assistente tivessem percebido o “jeitinho”, os Freibeuter passariam à frente do placar.

O arrependimento de Ebbers, no entanto, foi imediato. O alemão foi até o juiz da partida e admitiu a infração. Diante da postura, o árbitro voltou atrás da decisão e marcou a falta, ainda que sem mostrar o cartão amarelo devido ao atleta. Alguns jogadores até tentaram parabenizar a atitude de Ebbers, que recusou qualquer cumprimento.

Por fim, a honestidade do atacante acabou premiada no final da partida, quando Fin Bartels decretou a virada e a vitória por 2 a 1 do St. Pauli – agora em lance legal. Ao término na 30ª rodada, a equipe aparece na quarta posição da segunda divisão alemã, ainda com chances de acesso.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo