Man Utd: Adeus Solskjaer…

por Leandro Bitner

O que dizer quando, no dia do seu aniversário, um dos seus maiores ídolos encerra a carreira? Faltam-me palavras neste momento para dizer o que eu sinto, após Ole Gunnar Solskjaer anunciar sua aposentadoria. O homem que fez o gol do título da Liga dos Campeões de 1999, contra o Bayern de Munique, aos 90' +3, o jogador que sempre 'tirava um coelho da cartola' para reverter jogos perdidos, o símbolo máximo da frase 'O jogo só termina quando acaba'.

Ole chegou ao United em 1996, após Alan Shearer recusar a proposta do Man Utd, para ir jogar no seu time de coração, o Newcastle. Vindo do Molde por £ 1.5 milhão, ele começou a fazer muitos gols, sendo apelidado de 'Baby-faced Assassin' (O assassino com cara de bebê), e fazia grandes duplas com Cantona e Andy Cole.

Mesmo fazendo muitos gols, em pouquíssimas ocasiões Ole foi titular absoluto do United, sempre revezando bastante… Fosse com Cantona, Andy Cole, Yorke, Van Nistelrooy, Rooney, Saha. Ele estava sempre ali, fazendo gols, que no total foram 126, em 362 partidas. Mas nenhum gol foi tão importante quanto o da final da UCL, que transformou ele em um dos ídolos eternos do Man Utd, ao lado de Giggs, Charlton, Best, Hughes, Beckham, entre muitos outros.

Ole jogou em alto nível até 2003, quando uma lesão quase destruiu sua vitóriosa carreira, que incluiu 7 títulos da Premier League e 1 da UCL. Em 2006 ele começou a fazer sua volta ao time, que concretizaria-se na temporada 2006/2007, em que ele marcou 11 gols, incluindo um gol aos 90'+1 contra o Aston Villa, pela FA Cup, confirmando sua fama de talismã.

Ele disse após o seu gol contra o Charlton, em agosto de 2006: “Eu estava sonhando com esse dia, e agora ele finalmente chegou. Sinto-me aliviado”. E todos os Red Devils também, porque teriam um grande ídolo de volta, na temporada que não era pra ser, mas acabou sendo, a última de Ole com a camisa dos Red Devils.

Segundo Bobby Charlton, o homem com mais jogos e mais gols pelo United, Solskjaer era “Alguém com a mente muito rápida. E não digo apenas sobre centroavantes da era moderna, eu nunca vi alguém tão rápido, é incrível”. Essa frase descreve um pouco do que Ole era na área, um matador frio, calculista e que raramente perdia gols, sempre chutando colocado, sem precisar de força para marcar.

Ele se aposenta, mas estará pra sempre nas nossas memórias…

Adeus Ole Gunnar Solskjaer.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo