Inteligência contra o racismo

Os torcedores do West Bromwich deram um exemplo de como lidar, de maneira inteligente e criativa, com a intolerância de muitas pessoas. Nesta semana, rebateram provocações racistas de parte da torcida do Lokomotiv Moscou contra o atacante Peter Odemwingie, negro, que trocou o clube russo pelos Baggies em agosto.

No mês passado, torcedores do Lokomotiv fizeram uma faixa onde aparecia a mensagem “Obrigado West Brom” e a imagem de uma banana. Nesta sexta-feira, Danny Linch, do grupo anti-racismo Kick It Out, criticou a atitude, afirmando que “a faixa era claramente racista”.

Com isso, junto com a Kick It Out, torcedores do West Brom criaram uma outra faixa com os dizeres “Obrigado Lokomotiv” e a foto de Odemwingie comemorando o gol que marcou em sua estreia pelo clube inglês, na vitória sobre o Sunderland. Ela será levada para a partida contra o Tottenham, neste sábado.

Peter Odemwingie, aliás, tem uma história diferente. Ele nasceu em Tashkent, capital do Uzbequistão, filho de mãe russa – nascida no Tartaristão, uma das repúblicas autônomas da Rússia – e pai nigeriano. Cresceu na região tartar e começou a carreira na base do Kamaz, equipe local. Profissionalizou-se, porém, na Nigéria e depois passou por Romênia, Bélgica e França, antes de retornar à Rússia.

Ou seja, é um cidadão de um mundo sem fronteiras, onde as diferenças culturais, religiosas ou de cor deveriam ser detalhes insignificantes.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo