Inferno astral

A vida de Wayne Rooney entrou em parafuso. Em campo, ele não consegue jogar bem há muito tempo. Desde as quartas de final da Liga dos Campeões, contra o Bayern Munique, quando ele se lesionou. Na sequência fez uma péssima Copa do Mundo e foi o principal alvo da imprensa inglesa.

Como toda desgraça é pouco, sua vida pessoal virou de cabeça para baixo. Depois que fotos suas com prostitutas foram divulgadas, seu casamento foi salvo sabe-se lá como.

Para completar, nesta semana a Coca Cola anunciou que retirou o jogador do Manchester United de uma campanha que iniciará em breve. Segundo a companhia, eles “não acharam apropriado” que Rooney fosse mantido no projeto. Ainda de acordo com a Coca, ele continuará como garoto-propaganda de um programa de incentivo a jovens para se envolverem com futebol. Os planos de marketing para 2011, no entanto, não foram divulgados.

A vida privada do jogador só interessa a ele mesmo. Por isso a Trivela nunca dá notícias como “Cristiano Ronaldo foge de paparazzis na Espanha”. O que interessa é o futebol. O problema, no entanto, é óbvio: quando a vida privada dos atletas passa a influenciar o rendimento deles no esporte. Aí vira notícia.

Recentemente ele foi deixado de fora da convocação para um jogo contra o Everton, porque a comissão técnica quis poupá-lo dos muitos insultos que receberia. Já Fabio Capello optou por convocá-lo para o jogo das eliminatórias da Euro, contra Montenegro, no dia 12, mesmo com todos os problemas. Rooney mesmo admitiu que está desesperado para encontrar sua velha boa forma.

Wayne Rooney pode não estar gordo, barbudo, morando em um trailer, mas a maldição da Copa bateu forte sobre ele.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo