Inacreditável

Há no jornalismo, como de resto em quase tudo na vida, quem acredite que precisa “ficar de bem” com todas as torcidas para prosperar. Como já sabem nossos leitores, não há risco de isso acontecer aqui, portanto, vamos direto com o pé no peito: a direção do Grêmio, perto da do internacional, é uma direção de time de várzea. Está muito, mas muito longe do rival, e tem a sorte de poder copiá-lo (mal), se não provavelmente estaria mofando pelos meios de tabela desde que subiu, em um golpe de incompetência do Náutico, da Segundona.

A demissão de Celso Roth só pode ser compreendida porque quem o deimte é a mesma turma que demitiu o técnico que tinha acabado de contratar no mesmo momento do ano passado. Roth caiu porque o time foi mal no estadual, o que deveria ser ridículo, mas não é. O mesmo cara que fez milagre no ano passado, com o time mal montado pela diretoria.

É claro que é mais fácil culpar o treinador. Como qualquer time de várzea. Como a Portuguesa, que tem uma gestão de nível parecido com a do Grêmio. Um desgosto, uma vergonha para o futebol brasileiro é que times adminsitrados dessa forma consigam prosperar.

E por favor, me poupem da comunidade do Orkut, se isso acontecer tiro o post do ar!

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo