Sem categoria

Henry: ´Começamos mal a temporada, mas talento é inegável´

Thierry Henry terá que se acostumar a ver os próximos jogos do Arsenal do lado de fora dos gramados. O atacante se recupera de uma lesão muscular, e a parada obrigatória gerou especulações de que ele teria brigado com Arsène Wenger, treinador dos Gunners. Em entrevista publicada nesta quarta-feira no diário La Gazzetta dello Sport, o francês voltou a falar sobre o assunto.

Além disso, ele tentou explicar porque os Gunners encontram algumas dificuldades nesta temporada. O time está em terceiro lugar na Premier League, 16 pontos atrás do líder Manchester United. Na Liga dos Campeões, o clube corre o risco de ser eliminado ainda na fase de grupos, caso perca nesta quarta-feira para o Porto.

“Não procuro desculpas, mas adaptar-se ao novo estádio [Emirates Stadium, inaugurado neste ano] leva tempo. Não bastam algumas partidas para se sentir em casa. Há muitos jovens na equipe, começamos mal na temporada, mas o talento é inegável. Sem mim, o time jogou bem contra o Tottenham [venceu por 3 a 0, no último fim de semana]. Com Fábregas, Van Persie e Adebayor em estado de graça podemos ir longe e vencer o Porto. Além disso, acreditamos que podemos conquistar tanto o campeonato inglês como a Premier League”, disse o jogador.

Henry também comentou sobre suas últimas contusões. “Tive vários problemas físicos depois da Copa: na coluna, no pescoço e agora no nervo ciático da perna esquerda. Não é fácil ficar parado, mas ficarei sem jogar por um mês. Isso é ruim para todos que amam seu trabalho. Devo aceitar que é melhor assim. Voltarei mais descansado e em melhor forma do que antes”, afirmou. A ausência forçada dos gramados gerou rumores de que o atacante teria brigado com Wenger. Henry desmentiu ter se desentendido com o treinador.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo