Há homossexuais em campo

 O leitor da Trivela sabe que o “assunto Richarlyson” aqui não é novidade. Já foi tratado aqui, aqui e aqui, a primeira vez em 2007, com o título de “Muito Macho”, e a última há pouco mais de duas semanas, “Que Saiam do Armário”. As reações são sempre diversas, e é quase impossível evitar a ignorância de uma boa parte dos torcedores – teve um imbecil que postou um comentário uma vez dizendo que “está provado cientificamente que o homossexualismo é uma doença”, vai vendo (o cara foi banido do blog, diga-se).

O assunto voltou à baila recentemente por causa de uma matéria da Folha sobre o assunto, com desclaarações dos membros dos bandos organizados. E o Guardian de hoje traz matéria sobre um estudo da organização de defesa dos homossexuais Stonewall que mostra que o nível de abuso contra homossexuais não só é gigantesco como não tem caído.

Lembra o Guardian do episódio em que Felipão declarou publicamente que não aceitaria um jogador homossexual em um time seu. E pergunta: se Big Phil dissesse o mesmo sobre um atleta negro, não seria mandado de volta para o Brasil no primeiro avião?

No Brasil, é verdade, racismo é crime, e preconceito contra homossexuais, não. O que não muda o fato de que muitos de nós acham o racismo algo repugnante, mas não se preocupam tanto com a homofobia. E que isso, por si só, é bastante preocupante.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo