Grupo G: Unirea Urziceni

A camisa é parecida, o distintivo também, até o sujeito no banco de reservas é familiar. Por essas semelhanças, o Unirea Urziceni ganhou o apelido de “Chelsea de Ialomita”. Uma comparação que aumenta a autoestima do time romeno, mas que não vai além desses aspectos superficiais.

O Unirea é um clube pequeno, que, em 2008/09, foi campeão em sua terceira participação no Campeonato Romeno. Além disso, não há um Roman Abramovich no clube. Tudo foi feito na base de trabalho com jogadores locais, busca de entrosamento e a figura icônica do técnico Dan Petrescu, ex-lateral da seleção romena e… do Chelsea.

Na última convocação da Romênia, apenas dois jogadores (o defensor Maftei e o meio-campista Apostol) são do Unirea. Galamaz e Paduretu também já foram lembrados, mas não passa disso. Como o foco do clube é buscar talento nativo, os estrangeiros também não ajudam a dar força aos azuis: há apenas cinco, um brasileiro (Ricardo Gomes, ex-Portuguesa Santista), um argentino, um português, um sérvio, um lituano e um guineense (da Guiné-Bissau).

Por isso, a simples presença na Liga dos Campeões já é uma façanha para os comandados de Petrescu. E sair dela sem nenhum vexame no currículo é o objetivo realista. No máximo, buscar algum ponto em casa e torcer para algum clube importante se interessar por um de seus jogadores.
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo