Grupo G: Sevilla

O Sevilla já não tem mais o encanto da equipe bicampeã da Copa Uefa e que lutou pelo título espanhol até a última rodada em 2007/08. Mesmo assim, ainda é uma equipe com bons jogadores, organização, um sistema de jogo bem claro e experiência internacional. Com a união desses fatores – e adversários acessíveis no grupo –, os andaluzes são favoritos para chegar ao mata-mata.

A principal arma do time é o quarteto ofensivo. Jesús Navas, pela direita, e Capel, pela esquerda, dão muita fluidez às jogadas pelas pontas, criando espaços para levar a bola à dupla Luis Fabiano e Kanouté (ou Negredo). Os atacantes, aliás, se encaixam bem no sistema, pois se movimentam bastante, mas sabem ser centroavantes oportunistas quando necessário.

O ponto fraco do Sevilla é a falta de nomes de mais peso internacional. Luís Fabiano ganhou respeito pelo desempenho na Seleção Brasileira, mas não chega a ser um jogador temido por qualquer adversário. Assim, os sevillistas têm problemas para se impor diante de adversários mais tradicionais, algo que pode ser problemático na fase de mata-mata.
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo