Grupo C: Real Madrid

A nova era galáctica começou. Com as contratações de Cristiano Ronaldo e Kaká, Florentino Pérez iniciou sua segunda passagem pela presidência do Real Madrid com um sinal claro de suas intenções: voltar a fazer do clube o destino das principais estrelas do futebol mundial e criar um time capaz de conquistar todos os títulos que disputa – como fez o Barcelona na temporada passada.

Aos dois últimos eleitos melhores jogadores do mundo, também se juntam contratações caras como o atacante Karim Benzema, ex-Lyon, e dois jogadores da seleção espanhola, o volante Xabi Alonso e o zagueiro Raúl Albiol. Para “fechar a conta” e reduzir o elenco, o clube se desfez de peças que poderiam ser importantes ainda que como reservas, como os meias Wesley Sneijder e Arjen Robben, que foram para Internazionale e Bayern de Munique, respectivamente.

A história recente do Real Madrid na LC não condiz com a história do clube recordista de títulos na competição, com nove troféus. São cinco eliminações consecutivas nas oitavas de final, uma escrita que caberá ao técnico chileno Manuel Pellegrini quebrar.

Pellegrini fez boas campanhas com o Villarreal, levando o Submarino Amarelo a uma semifinal, em 2006, e às quartas de final na última temporada. A principal dúvida paira sobre sua capacidade de administrar um elenco de estrelas, com possíveis conflitos de egos.

Para acomodar os novos galácticos, o treinador preparou um esquema com dois volantes, Xabi Alonso e Lassana Diarra.
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo