Futebol e política

As Ilhas Fiji vão jogar sob protesto contra a Nova Zelândia, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010. O goleiro da equipe, Simione Tamanisau, não recebeu o visto de entrada na Nova Zelândia por ser genro de um policial militar – conseqüência das sanções impostas desde o golpe militar em Fiji, em dezembro do ano passado.

(EDITADO SEXTA, 10:59 – A Fifa cancelou a partida em razão do impasse)

Ashkan Dejagah, da seleção sub-21 da Alemanha, se recusou a viajar para Israel para um jogo do Europeu da categoria. Nascido em Teerã, segue à risca a política iraniana de não reconhecer o direito de Israel a existir como país. O Irã impede que seus cidadãos viajem a Israel. Dejagah diz temer represálias à família. Organizações judaicas pedem seu afastamento definitivo da seleção.

O futebol deveria se manter alheio a questões políticas. Mas não consegue.

[embedcode get="script" playlist_id="match"]
Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo