Fulham com tudo para conseguir (?)

Há alguns dias, escrevi aqui sobre a situação do Fulham na Premier League. VIrtualmente rebaixado, o clube corria o risco de ter que pagar 1,5 mi de libras ao Leeds caso David Healy marcasse seu quinto gol na temporada. Com o clube longe de escapar da queda, argumentava eu, não seria melhor deixar o cara no banco?

Pois bem: Healy não ficou no banco. Pelo menos não no primeiro dos três jogos que restavam ao time. Mas também não marcou. Foi substituído por Kamara, que marcou duas vezes na muito improvável vitória contra o City em Manchester. Na rodada deste final de semana, Healy não jogou, mas os Cottagers ganharam o confronto direto contra o Birmingham em casa, e, favorecidos pela vitória dos Spurs sobre o Reading, entram na última rodada fora da zona da morte – ainda que pelo saldo de gols.

A treta ainda é enorme: para depender só de si, a equipe tem de ganhar do Portsmouth em Portsmouth, sendo que a equipe da casa ainda pode garantir um lugar na Copa Uefa via Premier League. Os rivais do Fulham têm tarefas mais fáceis: o Birmingham tem um jogo duro contra o Blackburn, também lutando pela Copa Uefa, porém, joga em casa. O Reading, por outro lado, enfrenta o saco de pancadas Derby, equipe que venceu nada mais do que uma partida no campeonato todo.

Como os três lutam contra duas vagas, o Fulham vai ter que se superar mais uma vez. A questão, entretanto, permanece: se, até pelos jogos recentes, é improvável que Healy comece jogando, aos 30 do segundo tempo, jogo 0 a 0, atacantes cansados, você o colocaria em campo?

PS: Falei bobagem: nem Blackburn nem Portsmouth lutam por vaga na Copa Uefa. Ainda assim, o trabalho do Reading é bem mais fácil – mas o do Fulham se torna um pouco menos cavernoso.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo