Fácil demais

A Internazionale chegou a Abu Dhabi ciente de que apenas a conquista do título mundial de clubes manteria o técnico Rafa Benítez no cargo. Ele veio de maneira inquestionável, com duas vitórias por 3 a 0. Mas será que o nível fraco dos adversários, Seongnam e Mazembe, não fará com que a situação do espanhol continue delicada?

O Mazembe começou a decisão exatamente como havia começado contra o Internacional. Marcando forte, mas cometendo erros de posicionamento cruciais. A diferença é que a Inter, ao contrário do que fez o time gaúcho, aproveitou as chances criadas e tornou o jogo fácil.

Aos 17 minutos, com 2 a 0 no placar, não havia mais história. E isso mesmo depois de Benítez tomar uma decisão estranha na escalação do time, sacando Stankovic. Eto'o, com folgas o melhor nerazzurro da temporada, foi também o astro da final, dando o passe para o primeiro gol e marcando o segundo.

A facilidade do jogo fez com que a Inter puxasse o frio no segundo tempo e até corresse riscos desnecessários, mas o Mazembe não mostrou competência para chegar a um gol que até seria merecido pela preguiça do adversário.

É a quarta conquista consecutiva do futebol europeu no Mundial da Fifa, todas desde a chegada de Michel Platini ao comando da Uefa. São oito vitórias nos últimos oito jogos. E se desta vez a história se escreveu com a ausência sul-americana na decisão, é difícil imaginar que o mesmo aconteça com os representantes do Velho Continente.

Agora, a Inter tem de se concentrar na sequência da temporada, se possível buscando reforços em janeiro. Tem uma perseguição ingrata ao Milan na Serie A e um Bayern com desejo de vingança na Champions. Se Benítez chegará ao confronto com os alemães, só os próximos resultados pelo campeonato dirão. Ele comerá o panetone, mas o carnaval ainda está distante.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo