Estádios da Eurocopa 2012 custarão mais de € 2,3 bilhões

Um país em desenvolvimento sediará um grande evento de futebol. Só que para isso, gastará € 2,3 bilhões apenas em estádios. Pode parecer que estamos falando da Copa do Mundo no Brasil, mas o assunto é, na verdade, a Eurocopa de 2012 na Ucrânia e na Polônia. A grana que está sendo gasta, meus amigos, é coisa de gente grande, como mostraram os números levantados pelo Futebol Finance.

O custo médio por estádio – são oito no total – é de € 291.875.000. A conta total dos estádios na Ucrânia e Polônia para o evento é cerca de 30% maior do que o orçamento previsto para a Eurocopa de 2016, na França (€ 1,626 bilhão). Alguém irá argumentar: “Mas é previsão orçamentária, pode aumentar quando estiver perto”. É verdade. Então que tal olharmos os custos das últimas duas Eurocopas?

Em 2004, em Portugal, dez estádios foram reformados e/ou construídos para o evento. Um total de € 674,75 milhões foi gasto para colocar os estádios no padrão da Uefa. Achou muito? A Áustria e a Suíça também. Os dois países sediaram o evento em 2008 e o custo total de reforma de cinco dos oito estádios foi de € 326 milhões.

Espera aí, então quer dizer que os custos com estádios aumentaram 716%. É bom considerar, no entanto, que os estádios na Ucrânia e Polônia são maiores, o que proporcionará um público maior aos estádios da Euro 2012. O público total da Eurocopa deve passar das 387 mil pessoas, enquanto na Euro 2008 o total foi de pouco mais de 282 mil pessoas.

Sim, se gasta muito dinheiro na Eurocopa também, assim como na Copa do Mundo. Como se percebe, porém, o custo da Ucrânia e da Polônia é bastante superior aos demais. E essa é a crítica que se faz, assim como no Brasil: por que custa tão caro?

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo