Entrevista: Felipe Melo (Juventus)

Você disputou uma Liga dos Campeões pela Fiorentina. Qual a diferença, em termos de cobrança, de disputar a competição pela Juventus?

A cobrança na Juventus é muito maior. Sei que a responsabilidade vai aumentar, mas estou preparado para lidar com tudo isso. Depois de passar pela pressão de atuar na Seleção Brasileira, tudo é possível (risos).

Dentro do clube, há a convicção de que o time é forte o suficiente para buscar o título da Liga dos Campeões?

Há, sim. A Juventus tem um elenco muito forte e sempre entra nas competições para brigar por títulos. Sabemos que o clube tem capacidade para buscar o título da Liga dos Campeões e o Italiano.

A Juventus montou praticamente a base da seleção italiana, sobretudo na defesa. O quanto isso é importante para o entrosamento da equipe?

Esse entrosamento vai nos beneficiar. Além de falarmos de jogadores de qualidade, o fato de jogarem juntos será muito bom para nós.

Como você avalia o grupo com Bayern de Munique, Bordeaux e Maccabi Haifa? Está entre vocês e o Bayern?

Hoje em dia o futebol é decidido longe das teorias. Se fosse pela teoria, por exemplo, eu nunca vestiria a camisa da Seleção Brasileira. Por isso, acho que a disputa vai ser boa. Favoritos existem, mas prefiro esperar a bola rolar.

A torcida italiana parece muito impressionada com o futebol de Diego. É possível dizer que a presença dele aumenta a confiança em conquistas nesta temporada?

É possível. O Diego está muito bem e tem tudo para voltar a vestir a camisa da Seleção Brasileira. Os jogadores que chegaram para esta temporada estão muito à vontade no time e com o Diego não foi diferente.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo