E se não fosse o Balotelli?

Jogos de pré-temporada servem para muito pouca coisa. Para pegar ritmo de jogo é bom. Para testar alguns jogadores sobre os quais ainda se tem dúvida. para ver se um lateral-direito de vira na esquerda. Se um jovem atacante já consegue jogar com o time de cima. E tem servido, ultimamente, para arrecadar uma graninha para os times mais importantes, que vendem seus amistosos de pré-temporada.

Desta forma, o Manchester City, por exemplo, se aquece para a temporada jogando contra América do México e LA Galaxy. E contra o poderoso Vancouver Whitecaps e mais um time que, em seu site, consta como Irish XI, deduzo eu que um combinado de 11 jogadores irlandeses. Isso, pode. Roberto Mancini nnao vê nenhum problema em fazer a pré-temporada jogando contra times ridículos da MLS ou XIs que ninguém sabe o que são. Toque de calcanhar, porém, não vale.

Não vou discutir Balotelli, que para mim é indiscutível: um imbecil que só vai perceber o que está perdendo quando mandarem ele jogar no Vancouver Whitecaps. A pergunta, porém, no caso, é: e se não fosse o Balotelli. Vejamos: o jogador evolui em direção ao gol com a bola, tinha tudo para marcar ou servir um companheiro, mas resolve tentar uma jogada de habilidade. E erra. “Desrespeito ao adversário!”, bradam os moralistas. Qual é o desrespeito? Ele bateu em alguém? Ou só tentou uma jogada de efeito? “Falta de profissionalismo!”, bradam outros. Profissionalismo? O cara vai ser obrigado a jogar com o Vancouver Whitecaps, e alguém quer falar em profissionalismo?

É show. A excursão do City à Norte-América é um show. Não há nada em jogo a não ser dinheiro – que, aliás, já foi pago, nem em jogo está. Então por que punir um jogador que quis melhorar o show? Torná-lo um pouco mais atraente? Só pode ser porque é Balotelli. 

Há quem goste de “profissionalismo”. Eu gosto, como diria Muricy, de dibre. De jogada bonita. De jogada diferente. Da defesa “escorpião” de Higuita. Prefiro que Balotelli perca um gol tentando fazer algo diferente do que que ele conclua burocraticamente em “respeito” ao adversário. E acho a confusão toda uma imensa falta do que discutir.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo