Corinthians pronto para derrotar último mantra dos inimigos

Frase de um amigo palmeirense, muito querido, com cara assustada e gaguejando um pouco: “se isso acontecer, o Palmeiras vai ficar claramente como o quarto grande do estado, por enquanto o que tem segurando a gente é isso’. E o que é o “isso” que está assustando meu amigo? A possibilidade de o Corinthians ganhar sua primeira Libertadores.

A imensa torcida anticorintiana está assustada. É só lembrar o canto de guerra entoado pelos sãopaulinos no estádio. “Galinha sem história, galinha sem estádio, freguês do Tricolor”. Ou o outro, de todas as torcidas : “PQP, Libertadores, o Corinthians nunca viu”.

A ausência de um título importante passou a ser o último grande argumento dos adversários, pois o estádio é uma certeza. Vem aí, como sede da Copa. Haveria um choque muito grande para os adversários se o Corinthians deixasse de ser virgem em Libertadores.

O mundo não cairia por isso. Os gremistas chamavam o Internacional de Nacional por não possuir títulos internacionais que rivalizassem com a Libertadores e o Mundial de 83, conquistados com De León e Renato Gaúcho. Aí, o Inter ganhou duas Libertadores, um Mundial e o argumento acabou. Mas a rivalidade continuou. E continuará até o fim dos tempos.

O perigo, para os adversários do Corinthians é real. O time é consistente, esse adjetivo usado para definir equipes que se defendem muito bem e fazem um gol ou outro. Também chamam equipes assim de “competitivas”. Para mim, competitivo era o Santos de Pelé e é o Barcelona de Messi. Ganham tudo o que competem.

Mas o Corinthians de Tite não é só isso. Ele marca bem, se defende bem e, se os gols não estavam saindo, não se pode negar que o time ia atrás deles. Chutava muito a gol. E as oito vitórias por 1 a 0 está se comprovando agora aconteceram mais por erros de finalização do que por falta de volume de jogo.

O Tachira não é nada na história do futebol mundial, mas levou de 6 a 0. O Corinthians está se classificando em segundo ou terceiro, o que lhe permite muitas decisões em casa. Tem jogadores experientes com Danilo, campeão com o São Paulo, tem Liedson que está voltando a fazer gols, tem Emerson, tricampeão brasileiro….

Tem defeitos também, mas quem não os tem?

Mesmo com eles, mesmo com o Fluminense de Deco, com La U de Jorge Sampaoli, com o Boca de Riquelme e principalmente com o Santos de Neymar,  o Corinthians está na luta, sem nenhum complexo, sem nenhuma lembrança amarga do passado, pelo título da Libertadores.

E aí, todo mundo terá que fazer musiquinha nova para exaltar a eterna rivalidade.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo