Clubes de empresários

Empresários são uma figura presente de forma intensa no mundo do futebol. Se quando começaram a participar desse mercado, atuavam apenas com estrelas, hoje em dia esses profissionais trabalham inclusive com garotos das categorias de case.

Muitos empresários possuem parte dos direitos econômicos de atletas, quando não os possuem inteiramente. Com isso, em alguns casos, preferem emprestar o jogador ao clube, vinculando-o a um time pelo qual aquele jogador jamais vestirá a camisa, mas sobre o qual ele possui total poder.

Assim, nasceram os clubes de empresários, que cada vez mais se procriam em todo mundo. Confira dez casos selecionados pela Trivela.

10 – Bellinzona

Clube que disputa a primeira divisão do futebol da Suíça, o Bellinzona é usado também pelos seus donos para registrar jogadores que os pertencem, ainda que não cheguem a defender o clube. Por mais que esteja na Suíça, a zona de influência do clube é, principalmente, o futebol italiano. Por isso, parte considerável dos seus jogadores vinculados estão no futebol da bota.

Foi o caso do atacante brasileiro naturalizado italiano Amauri, atualmente na Juventus, que esteve vinculado à equipe entre 1999 e 2001. O meio-campista Matuzalém é outro que “passou” pelo clube, em 1999. O jogador está na Lazio atualmente. O clube tem vínculo com jogadores menos conhecidos da Serie B e um da Serie A da Itália, como Maurizio Ciaramitara, emprestado ao Palermo.

9 – Deportivo Maldonado

Clube uruguaio baseado na cidade de Maldonado, disputa a segunda divisão. Curiosamente, jogadores brasileiros são vinculados ao clube sem nunca terem vestido a camisa da equipe. São aqueles que possuem os direitos econômicos vinculados aos donos do clube, empresários.

O atacante Wallyson, ex-Atlético Paranaense, é um dos vinculados ao clube e está emprestado ao Cruzeiro. O mesmo vale para o zagueiro Thiago Heleno, ex-Cruzeiro, hoje no Corinthians, e o meio-campista Jones Carioca, que estava no Bonsucesso e está atualmente emprestado ao Cruzeiro. 

8 – FC Locarno

Clube suíço da cidade de Locarno que disputa a segunda divisão. Porém, está vinculado ao empresário Juan Figer, que usa o clube para registrar alguns dos jogadores pertencentes à sua empresa.

Para ficar em dois exemplos atuais, o atacante Rafel Moura pertence ao clube, mas está emprestado ao Goiás, clube que defende. Outro jogador com vínculo com o Locarno é o zagueiro Luizão, do Cruzeiro.

7 – Olé Brasil

Clube baseado em Ribeirão Preto, pertence aos empresários Eduardo e Fabrício Zanello. Fundado em 2006, o clube só disputava torneios de categorias de base. Em 2009, jogou pela primeira vez um torneio profissional. Joga, atualmente, a quarta divisão do Campeonato Paulista. Pertence ao grupo Leão Leão, de propriedade dos empresários.

Além do clube em si, o Olé Brasil possui os direitos federativos de alguns jogadores, como o do atacante Élton, que defendue o Vasco até o início do ano e foi cedido ao Braga, de Portugal.

6 – Guaratinguetá

Surgiu como sensação em São Paulo ao começar a subir divisões no campeonato estadual. Tudo graças ao vínculo com a Sony Sports, empresa que atua no futebol em diversas área, desde gestão de clubes à representação de jogadores.

De 2001 a 2006, o time saiu da Série B2 para a A1, a primeira divisão em São Paulo. Em 2007, foi o campeão do torneio do interior e conseguiu vaga para a Série C do Campeonato Brasileiro. Em 2009, caiu para a segunda divisão estadual, mas conseguiu acesso da terceira para a segunda divisão nacional, que joga em 2010. Neste ano, voltou à elite estadual.

O time, porém, negocia com a cidade de Americana para mudar de cidade.Começou a dispensar jogadores e cortar a verba do clube para preparar a mudança. A cidade, claro, é contra a mudança, porque investiu para que o time crescesse. Ainda assim, diversos jogadores espalhados por clubes como São Caetano, Vitória e grêmio Prudente pertencem ao clube.

5 – Sendas Pão de Açúcar Esporte Clube

O próprio nome diz: o time é vinculado à rede de supermercado Sendas, do empresário Arthur Sendas. Joga a segunda divisão do Rio de Janeiro, brigando para subir para a primeira já há alguns anos.

Baseado em São João do Meriti, assim como outros clubes com esse vínculo, é usado como clube para vincular os jogadores que o grupo detém os direitos administrativos.

4 – Tombense

Clube do interior de Minas Gerais, da cidade de Tombos, é vinculado ao empresário Eduardo Uran. O empresário, digo, o clube, foi simplesmente dono dos direitos de Thiago Silva, e um dos que mais lucrou com sua transferência para o Milan.

Outros jogadores são vinculados ao clube até hoje. Cícero, ex-Fluminense, é outro jogador que já passou por Hertha Berlim e defende atualmente o Wolfsburg e tem seu passe vinculado ao pequeno clube mineiro.

3 – Estoril

Clube português, sediado na cidade de mesmo nome, joga a segunda divisão do país e também tem vínculo com a Traffic. Diversos jogadores brasileiros atuam pelo clube, por empréstimo do… Desportivo Brasil. Detém o direito de diversos jogadores, em geral jovens. Um deles é o atacante Paulo Sérgio, revelado pelo Flamengo. Outro jogador que esteve vinculado ao Estoril foi Lulinha, ex-Corinthians, hoje no Olhanense.

Assim como o Desportivo Brasil, o clube é usado para vincular jogadores que pertencem à Traffic, em geral para atuar no futebol de Portugal.

2 – Rentistas

Clube uruguaio, atualmente na segunda divisão do país, é ligado ao empresário Juan Figer. Diversos jogadores do futebol brasileiros estiveram vinculados a ele, como Maldonado, do Flamengo, Rodrigo Tiuí, que passou pelo Atlético-GO e foi para o Terek Grozny, da Rússia.

Deteve também os direitos econômicos do lateral Filipe Luís, hoje no Atlético de Madrid. A transferência do jogador, porém, foi do Figueirense para o Deportivo, inclusive com direito a compensação financeira na transferência do jogador para o time da capital.

1 – Desportivo Brasil

Clube do interior de Sâo Paulo, sediado em Porto Feliz, é vinculado à Traffic, empresa de marketing esportivo que detém o direito de diversos jogadores espalhados pelo Brasil e fora do país.

Jogadores como Ilsinho, hoje no São Paulo, Gustavo, zagueiro ex-Palmeiras hoje no Lecce, Cleiton Xavier, ex-Palmeiras, hoje no Metalist Kharkiv, Alan, ex-Fluminense, no Red Bull Salzburg, Diego Souza, ex-Palmeiras, no Atlético Mineiro, Rivaldo, ex-Avaí, no Palmeiras, Valencia, ex-Atlético Paranaense, no Fluminense, entre muitos outros que já estiveram vinculados ao clube sem jamais vestirem sua camisa.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo