Cavani: ‘El Matador’ mesmo?

Um dos maiores destaques do campeonato sul americano sub-20 foi uruguaio. Além dos dribles de Pino, dos gols de Pato e da verticalidade de Lucas, Edison Cavani destacou-se como artilheiro do torneio, com sete gols.

Alvo de elogios rasgados, Cavani realmente teve um bom desempenho no torneio. Ágil, com bom posicionamento, boa altura e alguma velocidade, o avante chamou atenção pelo empenho e pelo remate preciso. No Danubio, antes mesmo de chamar a atenção no torneio sub-20, o jogador já era admirado, por ter realizado um ótimo Apertura, em 2006. Foram nada menos do que 13 gols na competição, que lhe valeram o título de jogador revelação.

Ainda que apressados já o tenham comparado com Batistuta e com Ibrahimovic, falta muito para Cavani, com seus 20 anos, chegar perto desses astros. Em comparação com o primeiro, ainda falta de precisão e seriedade em campo; em relação ao segundo, a técnica ainda é muito menor e ele não tem a capacidade de transformar-se em centro-avante ou segundo atacante dependendo das necessidades do jogo.

De qualquer maneira, o Uruguai acabou ficando pequeno para o avante. Depois de várias notícias sobre um suposto interesse da Juventus, o jogador acabou no Palermo. Foi ventilado também o interesse de clubes como o Milan, PSV e – claro – Real Madrid, mas Cavani desembarcou na força média rosanera.

Atualmente, o alto avante é o dono da camisa 7 do Palermo. O jogador chegou para cobrir a contusão do brasileiro quase desconhecido no Brasil Amauri, que fica no estaleiro até o fim da temporada atual. Vai precisar ganhar seu espaço em um torneio dificílimo, além de brigar pela posição com Radoslaw Matusiak, outro contratado para o ataque, por chr(128) 2 milhões, com a artilharia do Campeonato Polonês no currículo.

Dificilmente Cavani fará valer em campo seu apelido, que tende a ser bem inflado pela imprensa festeira. Será que Edison ‘El Matador’ Cavani vai conseguir ser mesmo um matador?

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo