Campeão “africano”

O Portsmouth abriu o placar contra o Cardiff na final da FA Cup com um gol de Kanu, após cruzamento de Utaka, outro nigeriano. Outro africano, o ganense Muntari, se juntou aos dois na comemoração. Os três poderiam ter contado ainda com abraços de dois caras que nasceram na França, Diarra e Distin, mas cuja cor da pele não deixa dúvidas: pelo menos na origem, são também africanos. Não sou o especialista da casa em futebol inglês, mas acho pouco provável que a terra da rainha já tenha visto um campeão com tanta presença do continente negro.

Completando o quadro principal, o Portsmouth tem ainda o islandês Hreidarsson, o croata Kranjcar e o português Pedro Mendes, aos quais se juntam três ingleses: David James, Sol Campbell e Glen Johnson. Três negros, diga-se. Um campeão, sem dúvida, multiétnico. E “idoso”. Kanu e Campbell fizeram história no Arsenal, e James, 37 anos, após passagens por Liverpool, Aston Villa, West Ham e Manchester City, ganha no sul da Inglaterra seu título mais importante – ganhou a League Cup em 95 pelos Reds, mas, como ele mesmo disse, “nem se lembrava” do título.

Só lembrando que o técnico do campeão é Harry Redknapp, outro com história no futebol inglês. Segundo nosso editor Cassiano Gobbet, “o pior técnico do mundo”. Sei lá, vai ver o cara sabe algo que eu não sei…

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo