Cadê o patrocínio do Santos?

Robinho vai embora do Santos daqui a dois meses, e até agora o clube ainda não assinou o patrocínio milionário que serviria para pagar o salário milionário do jogador e ainda deixar algum no caixa. Pergunto: se você fosse empresário assinaria um contrato com preço de Robinho para correr o risco de, no meio do ano, patrocinar o time do Marquinhos e do Mádson?

Não resta dúvida de que, para a Seleção, a volta do jogador ao Brasil foi boa. Robinho está jogando, e isso é fundamental se queremos que na Copa ele seja algo próximo do que já foi. Para o Santos, porém, é difícil dizer que o atacante é útil. O time vinha bem, e continua bem sem ele. Ganhou de 9 sem ele nem Neymar. E quando os dois estão juntos em campo, ainda não se mostrou tão afinado.

Dentro de campo, Robinho ainda não mostrou que fará diferença. Fora, embora o Santos não fale sobre o assunto, tem o potencial de arrebentar as finanças do clube por um bom tempo. Mas uma “gestão moderna” como a do Santos não faria uma bobagem dessas só para fazer média com a torcida, certo?

Quanto mais os dirigentes “modernos” trabalham, mais eu tenho vontade – mas reprimo – de elogiar o Andres Sanchez. 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo