Boas notícias para Mano: Kaká e Ganso

É cedo para se animar, mas o final de semana trouxe boas notícias para Mano Menezes. Pode ter sido o brilho fugaz de um pirilampo e não a luz do final do túnel, mas o fato é que Ganso, pela terceira vez seguida, e Kaká, depois de longo e tenebroso inverno voltaram a jogar bem. Muito importante quando se lembra que a seleção enfrentou a Bósnia com Sandro e Fernandinho  mais atrás e a linha de três meias, com Neymar, na esquerda, Ronaldinho no centro e Hernanes na direita.

Kaká não foi bem quando o jogo estava duro – os primeiros vinte minutos. Mas depois que Cristiano Ronaldo e Ozil decidiram a partida contra o Espanyol, ele mostrou parte de seu repertório. Deu o passe para dois gols de Higuain (um deles após sensacional drible de futsal) na esquerda e fez um gol, pela direita em chute cruzado.

Ganso deu o passe para Ibson fazer o gol que terminou com a invencibilidade corintiana. Meu amigo Renato Ribeiro, que entende muito de futebol, explica que a grande diferença do Ganso de hoje para o de alguns meses atrás é basicamente pela vontade de correr atrás da bola. Independe se o Santos joga com 4-3-1-2 (ele sendo o “1” do Zagallo) ou no 4-2-3-1, formando um trio de armadores com Ibson (um pouco recuado pela direita) e Ganso bem aberto na esquerda, ele não espera mais que a bola chegue. Volta e vai buscá-la junto aos volantes. Ou até com os zagueiros. E avança com ela, para passes em diagonal.

Entusiasmar-se com a volta de um veterano de três Copas e com uma promessa que está demorando a se cristalizar, reflete bem o momento atual do futebol brasileiro. Há um ano e meio no comando, Mano ainda tem muitos problemas. Pode-se dizer que Kaká não dá mais, mas é evidente que Hernanes nunca será um Kaká. E que Elias nem é um Hernanes. Pode-se dizer que Ganso falhou feio contra o Barcelona e que agora está jogando contra ninguém, mas não se pode negar que as mãos na cintura que o mundo viu contra o Barcelona hoje estão desgarradas do corpo, pedindo bola aos volantes e orientando os atacantes.

Eles deram sinal de vida. Muito bom para um time morto.
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo