Azuis e vermelhos

Aparentemente Manchester United e Manchester City estão brigando feio nesta temporada. Não apenas pelo título inglês, mas especialmente por jogadores. E isso é um problema para os vermelhos, já que os azuis têm uma carteira bem mais cheia e, principalmente, muito mais aberta. E um dos jogadores que está no meio desse tiro cruzado é o meia Eden Hazard, do Lille. O belga é um dos mais falados no mercado europeu.

E já que Hazard deve ser blue na próxima temporada, o Manchester United olha para outro jogador da posição: Shinji Kagawa. O japonês do Borussia Dortmund não deve continuar no clube e o Old Trafford é o destino mais falado. Ele já até teria dito a uma rádio japonesa que ele seria um Red Devil. Só que o problema é que o Arsenal tenta atravessar o negócio e trazer o jogador. Especula-se uma proposta na casa de € 10 milhões. Como o japonês tem só mais um ano de contrato e vontade de sair, o valor não deve ser muito maior do que esse. Resta saber quem gastará mais entre os Gunners e os Red Devils, ambos economizando nas últimas janelas de transferências.

Se Kagawa pode não vir, dizem que o time voltará à carga para levar Wesley Sneijder, da Internazionale. O meia holandês foi muito especulado para ir para o Old Trafford na janela de verão europeu, que se fechou em agosto, mas acabou não deixando a Itália, onde é ídolo. Desta vez, porém, Alex Ferguson sabe que precisa de um jogador para armação de jogadas, já que Paul Scholes não pode mais ser a referência e não há um substituto. Resta saber se a Inter estará disposta a negociar e quanto os Red Devils estão dispostos a gastar.

Arsène Wenger, dizem, comprará mais do que mulher com cartão de crédito ilimitado no shopping, aliás. Depois de garantir Lukas Podolski, especula-se que contratará Yann M’Vila por uma bagatela de € 22 milhões. E tem mais. O atacante Wellington Nem, do Fluminense, estaria no radar, ainda mais sabendo que não precisará gastar tanto assim. Será que o treinador francês muda da água para o vinho assim?

Se o Arsenal pensa em gastar, o Manchester City é praticamente uma certeza. E dizem que uma boa parte da grana que time gastará na próxima janela tem a ver não apenas com Hazard, mas principalmente com Edinson Cavani, do Napoli. Os Citizens até já teriam começado a negociação. O City inclusive teria oferecido Emmanuel Adebayor como contrapeso no negócio.

Se o Tottenham pode perder Adebayor, pode ganhar o zagueiro Jan Vertonghen, do Ajax. Eleito melhor jogador da Eredivisie, o belga é disputado por grandes times, especialmente ingleses, mas já afirmou que a sua preferência é pelos Spurs. Seria um grande reforço para quem comemorou a chegada de William Gallas. E é bom ter mais um zagueiro em um time que pretende ser do nível de Liga dos Campeões com regularidade.

O Napoli, aliás, pode perder mais um jogador do seu tridente infernal. Ezequiel Lavezzi, segundo a imprensa italiana, deve ir para a Internazionale na próxima temporada. Os termos ainda são negociados, mas além do dinheiro é possível que alguns jogadores entrem na conta. E se ficar fora da Liga dos Campeões então, a grana ficará curta. Vender jogadores será importante.

Só que como ninguém vive só de vender, o time pensa em comprar também. E o nome para reforçar o elenco é do ótimo uruguaio Gaston Ramírez, do Bologna, que faz uma temporada excelente. A concorrência com os grandes times seria menor e o valor, assim, também.

Gastador também é o Paris Saint-Germain, que tem empresários do Qatar por trás. O nome preferido na capital francesa é o de Kaká, que parece cada vez mais pressionado para deixar o Real Madrid. E os merengues gostariam de uma proposta do PSG, talvez um dos poucos clubes no mundo capaz de pagar o que se pede por ele – que seria algo em torno de € 25 milhões. Só que o Milan, a Internazionale e o Chelsea também estariam de olho em Kaká, esperando para pagar um pouco menos.

O finalista da Liga dos Campeões, Chelsea, também está no mercado. O time já tem garantida a contratação de Kevin de Bruyne, do Racing Genk, e Marko Marin, do Werder Bremen. As duas contratações tem mais cara de Chelsea 2004 do que do que se viu depois, aquele gastador incontrolável que pagou mais de € 50 milhões só em Fernando Torres. Aí, quando vem uma especulação de transferência, é de Marouane Fellaini, do Everton. É estranha essa versão sóbria do time. Não to acreditando muito.

Falando em gastar um pouco menos, os italianos parecem estar apenas esperando as sobras caírem para colocarem nos seus pratos. Seydou Keita, por exemplo, é um que pode deixar o Barcelona por excesso de contingente e pintar no Milan. Não faria falta ao Barcelona e seria bom para o Milan. De quebra, o malinês certamente teria mais minutos em campo, já que nos blaugranas as oportunidades são mais raras. É o que os americanos chamariam de win-win.

Seguindo a linha “gaste pouco e gaste bem”, Milan e Juventus estão de olhos bem abertos (nada a ver com o Kubrick galera, desculpa) para contratar Salomon Kalou, do Chelsea, que deve deixar o clube ao final da temporada. Viria de graça, já que está em fim de contrato, então é um bom negócio. Fala-se também em Paulo Henrique Ganso, do Santos, mas aí é mais difícil. A não ser que Silvio Berlusconi resolva meter a mão na fortuna e parar de gastar com buga-buga. Convenhamos que é improvável.

Falando em gastar pouco e bem (só que ao contrário), quem pode ganhar um contrato milionário mesmo sendo um veterano é Michael Owen, do Manchester United (juro que ele ainda é do United, juro!). Dizem que Nicolas Anelka (aquele mesmo!) indicou aos dirigentes do seu time, o Shangai Shenhua, a contratação do ex-craque inglês (ah, o passado…).

E para a série “os pequenos também amam (contratar, ao menos)”, o Newcastle está de olho para contratar Rasmus Elm, do AZ. E não é o único. Depois de fazer uma campanha surpreendente que vai acabar não resultando em vaga na Liga dos Campeões (ou uma vaga que pode ser “roubada” pelo Chelsea), o time pensa em reforço para a defesa. E o nome é Douglas, do Twente, que tem ido bem no nível local.

O Borussia Mönchengladbach, que também surpreendeu na temporada, pensa em reforçar o time. Já sabendo que perderá Marco Reus, um dos seus principais meias, o time pensa em um atacante de área. O nome é Luuk de Jong, do Twente e também da seleção da Holanda.

E como falar de especulações sem falar de Real Madrid e Barcelona? Bom, um dos nomes mais falados na capital espanhola é o de Lucas, do São Paulo.Os pais do jogador estiveram no Santiago Bernabeu para uma partida do time. O jogador disse que não pensa em sair, mas vai falar isso para o Wagner Ribeiro e para o Real Madrid, que adora pagar bagatelas por jogadores pouco confiáveis.

Na imprensa catalã, o que se fala é que Gareth Bale é jogador do Barcelona, por € 40 milhões. O Tottenham já negou, o técnico Harry Redknapp ironizou e disse que o jogador não irá sair. Mas não é o único na lista de possíveis contratados.Dizem que o time catalão quer um zagueiro e o primeiro nome na lista é o de Thiago Silva, do Milan. Só que todo mundo sabe que o Thiago Silva está em alta, então vai sair muito caro. A alternativa? David Luiz, do Chelsea, também brasileiro, também conhecido por sua técnica. Uma espécie de novo Piqué, talvez? Se tiver uma nova Shakira também, aposto que ele aceita rapidinho.

Por fim, mas não menos importante, uma especulação fora dos gramados. Fora, mas que influi muito dentro. Alex Ferguson já estaria preparando a sucessão no comando do Manchester United e ele mesmo estaria estudando os nomes. E, dizem, o que mais lhe agrada é David Moyes, do Everton. Por essa você não esperava, hein?

Até a próxima!

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo