As 10 roubadas da Europa

Carlos Alberto (Brasil)
Corinthians/BRA -> Werder Bremen/ALE

A notícia de que Carlos Alberto havia se tornado o jogador mais caro da história do Werder Bremen, contratado por € 7,8 milhões, arregalou alguns olhos. O ex-jogador do Corinthians, que estava emprestado ao Fluminense, tem uma carreira inconstante e um histórico de indisciplina. Não há muito que faça crer que o investimento será justificado. Para piorar, ele recentemente teve um mal-estar durante um treino, ainda carente de explicações.

Simão (Portugal)
Benfica/POR -> Atlético de Madrid/ESP

Simão volta à Espanha, onde teve uma passagem nada memorável pelo Barcelona. É verdade que ele amadureceu e foi importante para o Benfica nos últimos anos, mas é impossível não pensar que os Colchoneros poderiam fazer melhor uso dos € 20 milhões que gastaram pelo meia-atacante português.

Cléber Santana (Brasil)
Santos/BRA -> Atlético de Madrid/ESP

O meio-campista teve seus bons momentos no Santos, mas, para um jogador de 26 anos, parece pouco para explicar sua presença em um dos principais times da liga espanhola. Seu currículo inclui uma suspensão por agressão. Além disso, sua presença no elenco é apontada como uma das razões para o time não ter contratado Riquelme, já que não havia vaga disponível para um novo extra-comunitário.

Patrick Kluivert (Holanda)
PSV/HOL -> Lille/FRA

Contrariando sua política de apostar em jovens valores, o Lille contratou um jogador que não parece mais ter condição de atuar em alto nível. Kluivert sofre com uma série de problemas físicos, e não parece ter condição de atuar em muito mais de uma dezena de jogos por temporada. Ainda que de graça, não compensa.

Darren Bent (Inglaterra)
Charlton/ING -> Tottenham/ING

Bent é um bom atacante, mas parece supervalorizado pelos € 24 milhões que os Spurs gastaram. Especialmente porque ainda luta para cavar uma vaga no time titular, e vem tendo dificuldades para voltar ao grupo da seleção inglesa. Os fundos poderiam ter sido usados para reforçar outros setores do time não tão bem servidos.

Pepe (Brasil)
Porto/POR -> Real Madrid/ESP

Um caso que não diz tanto respeito à qualidade do jogador, mas à bagatela desembolsada: € 30 milhões. Pepe foi muito bem com a camisa do Porto, mas a adaptação ao futebol espanhol tem se mostrado complicada, muito em função da pressão gerada pela forte expectativa. O defensor, que recentemente obteve a cidadania portuguesa para defender a seleção de Luiz Felipe Scolari, corre o risco de ser engolido pelos milhões que o compraram.

Belletti (Brasil)
Barcelona/ESP -> Chelsea/POR

O Chelsea parecia certo de que conseguiria contratar Daniel Alves. Quando percebeu que o negócio não sairia, foi atrás de uma segunda opção. Belletti tem mais valor do que muitos lhe concedem, mas ainda é pouco para o que se exigirá dele no Chelsea. Esperam um lateral vigoroso e de boas características ofensivas, o que ele pode ter sido um dia, mas os anos lhe tiraram. As duas primeiras partidas – contra Portsmouth, quando entrou no segundo tempo, e Aston Villa, como titular – não foram animadoras.

Reyes (Espanha)
Arsenal/ING -> Atlético de Madrid/ESP

Reyes esnobou o Atlético quando se transferiu por empréstimo para o Real Madrid, no ano passado. Ainda assim, o time colchonero não hesitou em contratá-lo do Arsenal para esta temporada, mesmo já estando coberto no setor após a chegada de Simão. São € 12 milhões por um jogador que pode criar mais problemas que soluções.

Willian (Brasil)
Corinthians/BRA -> Shakhtar Donetsk/UCR

O jovem meia Willian ainda pode se tornar um grande jogador. Mas dificilmente o fará no Shakhtar Donetsk. Apesar de o clube ucraniano fazer o possível para que seus contratados se sintam em casa, o resultado prático é diferente para um garoto de 19 anos, com menos de uma temporada inteira com experiência profissional, contratado por € 14 milhões.

Edcarlos (Brasil)
São Paulo/BRA -> Benfica/POR

O zagueiro não era unanimidade no São Paulo, mas o Benfica encontrou razões para acreditar que valeria a pena pagar € 1,8 milhão para contratá-lo. Para ficar no banco, até não faria muito mal. O problema é que o time enfrenta uma crise de lesões na defesa, e Edcarlos deve ser logo jogado ao fogo.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo