Aleluia!

Enquanto isso, na redação do Futebol Europeu, o editor Leonardo Bertozzi liga para o indigitado (ops) colunista Mauro Beting:

– Picareta, cadê minha coluna?

– Putz, BerTiozzinho. Perdão, cara. É que estava lendo a “Trivela” e não tive tempo de…

– Não vem com desculpa. Já anunciei o seu texto há dias e nada! Nenhuma linha. Parece o Energie Cottbus!

– E daí? Fosse assim, ninguém faria negócio com clube brasileiro. Os caras anunciam contratações e nada acontece. Não vêm jogadores, e não vão embora os cartolas…

– Não enrola. Nem vem falar que o Mundial Sub-17 não está deixando você dormir. Já era para ter mandado o texto antes dos jogos na Coréia do Sul.

– É fato. Mas tinham os outros empregos, a pré-temporada européia, o mercado de contratações aberto, o quarteto do Barcelona, a responsabilidade do primeiro texto, a queda de quatro do Werder Bremen…

– Não inventa. Isso foi agora! E perder pro Bayern não é demérito algum.

– É, mas na outra semana, até o Naldo entregou a rapadura pelo Werder. Não está dando para entender esse começo de temporada da equipe.

– Justamente porque é um começo, apenas. Pode acontecer tudo. Até mesmo nada com um monte de time.

– Então… Deixa eu enrolar um pouco mais, vai? É complicado estrear. A única certeza que tenho é que o Lyon já não é mais o mesmo. E não é tão favorito assim ao hepta.

– Bidu. Quem pode ser favorito ao sétimo título consecutivo? Não é nem o Dynamo de Berlim, o Steaua Bucarest, o Rosenborg. Não tem mais esse supertime em lugar nenhum. Nem por decreto, nem na marra.

– Ainda bem… Mas, na Alemanha, o Bayern tem muito para ser tudo isso. Não só pelo começo e pelo panzer de dinheiro que gastou. É que os rivais não parecem tão fortes. Já na Inglaterra, por melhor que esteja o Manchester United, por mais jovem e promissor que seja o elenco, o time não anda.

– O Rooney quebrou o pé…

– Sim. Mas não tem o Rooney? Joga o Tevez. Pode jogar o Anderson. Não tem desculpa para estar assim.

– De desculpa você entende…

– Tá legal… Enrolo mais que o Corinthians para pagar o Lyon. Mas é que fica difícil imaginar o que vai ser este ano, no Brasil e no mundo. Não tenho o cabedal da turma do Trivela para falar da bola que rola no mundo. Nem o seu conhecimento, Bertozzi. Aliás, demorou para a união dos grandes nomes da internet brasileira num só espaço.

– Pára de puxar o saco e fala alguma coisa que preste!

– Puxa, chefe. Você já foi mais humilde. Sei não… Acho que são os novos ares no seu clube do coração…

– Vamos falar de futebol europeu. O Leão é problema meu.

– Pode ser uma solução, BerTiozzinho. Como o Capello. Onde ele vai, arranja confusão. Mas arruma canecos, também. Merecia mais atenção… Não pode ficar solto por aí.

– Como o Riquelme.

– É por isso que alguns colegas meus têm razão, quando acordam aos domingos, depois da rodada européia: esses gringos não sabem nada de bola. Eles estão mais que certos ao não assististirem os campeonatos europeus. Como pode ninguém querer o Riquelme? Ele é “lento”? Bah! Escalem 11 Mirandinhas, então.

– Não seja irônico…

– Não dá para entender. Mas isso a gente fala outro dia, que acabou o espaço.

– Que não seja no outro ano, hein!

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo