Ajax: Para desbancar o PSV

por Pedro Sacco Fonseca

Os torcedores do Ajax devem ter ficado decepcionados mais uma vez, ao ver a equipe holandesa ficar fora mais um ano da fase de grupos da Liga dos Campeões. Eliminada da 3ª fase preliminar pelo Slavia Praga, da Rep. Tcheca, a tradicional equipe dos Países Baixos mais uma vez terá de se contentar com a Copa da Uefa, no âmbito continental.

Já no cenário doméstico, a situação também é preocupante. Sem ganhar o campeonato local desde 2004, o Ajax precisará lutar para acabar com a hegemonia do PSV na competição, que já possui o tricampeonato, a partir da temporada 2004/2005. É claro que essa não é uma tarefa das mais fáceis, ainda mais depois de perder um jogador essencial de seu elenco para o gigante espanhol Real Madrid: Wesley Sneijder.

Entretanto, além de Sneijder, o clube de Amsterdã perdeu mais dois jogadores importantíssimos para o time: Zdenek Grygera transferiu-se para a Juventus, e Ryan Babel mudou-se para Anfield Road, passando a defender a equipe do Liverpool, numa transação que foi interessante financeiramente para o clube holandês, apesar de o jogador apresentar ainda muito potencial para evoluir. Só não foi uma quantia mais valiosa do que a do novo meio-campista do Real Madrid.

Para reforçar o time, a equipe trouxe peças importantes e interessantes, para a disputa da Eredivisie. Luque, apoiador espanhol que estava no Newcastle da Inglaterra, chega como alternativa para o ataque, assim como Dennis Rommedahl, dinamarquês que também atuava pela Premier League, mas pelo Charlton Athletic.

Além disso, a presença de Edgar Davids e Jaap Stam no elenco pode contribuir, além do futebol apresentado pela dupla, para um equilíbrio extra-campo, proporcionando experiência e qualidade para a equipe.

Outro que se manteve no elenco e é muito importante para a equipe quando “decide” jogar é o atacante holandês Klaas Jan Huntelaar. Huntelaar andava meio apagado das partidas e até foi preterido da lista holandesa para a fase final das Eliminatórias para a Euro 2008 pelo técnico Van Basten, mas voltou a marcar no início do campeonato, e até a quarta rodada ajudou o Ajax a conquistar uma posição na vice-liderança da Eredivisie, juntamente com o PSV, com 10 pontos ganhos em 4 jogos.

Resta crer, então, que o Ajax virá com toda força, apesar das perdas consideráveis no elenco, e sem poder perder pontos em partidas contra times considerados pequenos, já que o time do Eindhoven provavelmente não perderá. E claro, espera-se que a equipe de Amsterdã vença pelo menos um clássico contra Feyenoord e PSV, para manter o equilíbrio ao longo da competição e impedir a escapada de ambos adversários.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo