A viagem no tempo (parte 1)

O grande inventor, Epaminondas Soares, inventou uma máquina no tempo que eu tive o prazer de ser o 1° a experimentá-la. Minha 1ª viagem foi para visitar o Diego Renan no ano de 2003, logo no início do ano e registrei toda a conversa. Claro que fui com um disfarce para não ser reconhecido, pois o Dr Epaminondas é grande fã daquele filme ” De volta para o futuro” e diz que o indivíduo do passado não pode ver o seu “eu” do futuro, embora ele não saiba exatamente o que aconteça, mas é melhor prevenir.

Depois de alguma procura finalmente consegui me encontrar, de fato é realmente estranho “me procurar”. Eu vi que ainda não tinha barba, apenas uma leve “penugem” que formava uma estranha costeleta e me questionei como tinha coragem de usar aquilo, pois se fosse nos anos 70 até que não seria tão estranho. Apesar de rirmos das modas antigas, muito de nós seguimos fielmente as modas de hoje e provavelmente seremos motivos de piada no futuro.

Finalmente consegui me encontrar. Esperei que eu ficasse sozinho no parque e sentei ao lado do banco e tentei puxar papo comigo mesmo. 

“Olá meu caro rapaz, seu nome é Diego não é? Me falaram que você gosta muito de futebol e eu gostaria de saber as suas previsões para os anos seguintes, no qual conheço um profeta que fez algumas previsões e gostaria de saber se são possíveis.”.
Ele me olhou com uma cara estranha, talvez pensando em perguntar como que eu sabia daquilo mas mesmo assim concordou, provavelmente pelo fato de que eu sempre adorei falar sobre futebol.

“Então diga quem você acha que vai ganhar a Taça Libertadores de 2004”?
 

“Creio que seja o Santos ou o Boca Jrs”
 

“Se eu lhe disse-se que acho que foi o Once Caldas, você acharia possível?”
 

“Nem conheço esse time pra ser sincero”
 

“Certo. E os campeonatos mineiros, goiano e paulista? Tem idéia de quem poderia ganhar?”
 

“No mineiro seria Cruzeiro ou Atlético obviamente, em Goiás creio que seja o Goiás e em São Paulo provavelmente fica entre os quatro grandes”.
 

“Você acredita que em Minas Gerais deu Ipatinga, em Goiás deu um tal de Craque e em São Paulo a final foi entre São Caetano e Paulista, sendo que o azulão conquistou seu primeiro título na elite?”
 

“O sr é um brincalhão, isso é impossível. Uma “zebra” ou outra até pode ser, mas isso tudo é muito difícil.”
 

“Isso é só o começo. Na Euro 2004. a campeã será a Grécia e na Champions League a final será entre Porto e Mônaco.”
 

“Amigo, eu tenho mais o que fazer. Não é possível que tudo isso aconteça em 2004”
 

“Você vai ver. Acontecerão muitas outras coisas surpreendentes no futuro. Venha comigo e você irá ver.
 

Ele se assustou, mas depois foi sarcástico e disse:
 

“Certo, já que todas essas surpresas acontecerão, o Corinthians será rebaixado um dia no campeonato brasileiro e já que o tal do “Once Caldas” será campeão da Libertadores, quem será o próximo? A LDU?
 

Eu não me contive e dei uma gargalha que até eu fiquei com medo.
 

“Você não tem nada a perder, vou lhe mostrar a máquina do tempo. Ela está escondida ali na frente, fica a dois quarteirões daqui.” Ele hesitou por um momento e então eu continuei. “Pode confiar em mim, se você achar que é balela então pode dar meia volta e seguir o seu caminho.”
 

Ele me olhou com uma cara de deboche e disse:
 

“Vamos lá então”.
 

Eu e ele então fomos ao encontro da máquina do tempo e iríamos conhecer todas as zebras que teriam pra frente de 2004 e, quem sabe, poderíamos até conhecer algumas que aconteceram no passado.
 

Quando chegamos lá eu percebi que sabia apenas ligar a máquina, mas não sabia programa-la para onde exatamente eu queria ir. Apertei um botão qualquer e falei para entrarmos lá e liguei a máquina do tempo. Ela se agitou muito, nada fora do normal, e de repente tudo ficou claro e, felizmente, consegui tirar a máquina de 2004 e vimos fomos parar no alto de um prédio, na avenida paulista, uma famosa avenida no qual os torcedores de São Paulo costumam comemorar os títulos e vimos lá de cima a torcida do Corinthians comemorando o campeonato brasileiro de 2005.
 

“Nossa cara, pensei que era brincadeira. Eu tinha de fazer aula de reforço hoje, estou ferrado”.
 

“Relaxa, depois voltamos exatamente na hora que você precisa estar lá”.
 

Então descemos o prédio e ele não parava de perguntar como que foi 2005.
 

Continua…

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo