A questão Morumbi

Ao que parece, a maioria das pessoas ainda não entendeu o que está por trás da indicação – ou não – do Morumbi como estádio de São Paulo na Copa 2014. Agem todos, inclusive a maioria esmagadora dos jornalistas, como se fosse uma questão de ser  a favor ou contra o dono do estádio. O que é uma burrice rematada.

Começando pelo começo: so o Morumbi for o estádio de São Paulo para a Copa, o dono do estádio, por pelo menos cinco anos, só tem a perder. E depois, o que tem a ganhar? Os torcedores do dono do estádio estáo acostumados a ver seu time virar um lixo por causa de reformas no Morumbi, embora tenham perdido no passado parte dessa memória. Por que, então, defendem com unhas e dentes que o estádio seja escolhido?

Da mesma maneira, os torcedores rivais jogam contra, sem perceber que para eles nada muda se o Morumbi receber uma ridícula cobertura de acrílico, a não ser o fato de que o dono do estádio vai passar 20 anos pagando a conta.

O principal ponto, entretanto, ignorado por torcedores, tudo bem, mas pela mídia, e isso é imperdoável, é: a quem interessa construir um estádio novo em São Paulo? Os corintianos se empolgam imaginando que, se vai haver um estádio novo, será deles. É evidente que não é assim fácil. Como é evidente que São Paulo não comporta dois estádios do tamanho do Morumbi.

Ter o Morumbi reformado como estádio para a Copa interessa para a cidade de São Paulo. Se há alguma briga aí, é para que o dono do estádio não receba mais do que vai dar à cidade, A construção de uma nova arena só pode interessar a quem quer colocar dinheiro público no bolso privado. E a maneira como a maior parte da mídia vem tratanto o assunto só ajuda este tipo de interesse.

[embedcode get="script" playlist_id="match"]
Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo