A hora da coragem

Há momentos na carreira de um jogador em que ele tem a chance de provar que não se omite, que não treme em momentos decisivos. Hoje, coube a Frank Lampard esta oportunidade. Mesmo depois de uma semana dificílima, com a morte da mãe, o meia do Chelsea assumiu a bronca, cobrou o pênalti mais importante da história do clube e converteu.

Na hora do gol de Fernando Torres no segundo tempo – o primeiro do Liverpool em Stamford Bridge desde janeiro de 2004 -, todos os fantasmas dos últimos confrontos pela LC devem ter passado pela cabeça do torcedor do Chelsea. E eles provavelmente voltaram quando Cech inexplicavelmente rebateu para trás o chute de Babel a quatro minutos do fim.

Mas o Chelsea resistiu a tudo isso, resistiu até a um gol polemicamente anulado, jogou como time e chegou à primeira final de LC em sua história. Uma final que vinha amadurecendo (são quatro semifinais em cinco anos) e não poderia se realizar em lugar mais propício para Roman Abramovich. Na decisão contra o Manchester United, dia 21 de maio, os Blues jogam em casa.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo