A… de gol

O fã de futebol no Brasil tem problemas para aceitar o desconhecido. Quando aparece o nome de um brasileiro que nunca se apresentou com destaque em um grande clube por aqui, a tendência não é procurar se informar, mas já criticar logo de cara.

Como é possível um tal de Afonso Alves, jogando “naquele time lá” da Holanda, ser bom atacante? E esse Amauri, que rodou em meia dúzia de times pequenos da Itália? Deve ser exagero dos caras.

Pois bem. No fim de semana, contra Manchester United e Juventus, Afonso e Amauri arrebentaram. Dois gols cada. Todos bem construídos, com finalizações de quem sabe jogar futebol.

Afonso não deu certo na Seleção, paciência. Mesmo que tivesse dado, ainda haveria quem torcesse o nariz. De fato, hoje, há opções melhores para a posição. Mas que não se feche os olhos para o fato de que ele pode voltar a ser opção um dia, especialmente porque tende a evoluir jogando na Premier League.

Amauri deveria ser testado por Dunga. Mas, como é provável que logo tentem torná-lo um novo Afonso, ele faria melhor em aceitar o convite para defender a Azzurra. Então, quando ele estiver brilhando por uma Juventus ou um Chelsea e pela seleção italiana, vamos lhe dar atenção.

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo